PUBLICIDADE
Topo

Citroën C3 de nova geração será lançado no Brasil em julho

Interior do novo Citroën C3, fotografado em Guaratinguetá (SP), revela borboletas para trocas de marcha atrás do volante, associadas a câmbio automático (a dúvida é de quantas velocidades); volante tem base reta e painel deixa de ser digital, e há pelo menos uma entrada USB frontal - Daniel Goldfreind Ribeiro/UOL
Interior do novo Citroën C3, fotografado em Guaratinguetá (SP), revela borboletas para trocas de marcha atrás do volante, associadas a câmbio automático (a dúvida é de quantas velocidades); volante tem base reta e painel deixa de ser digital, e há pelo menos uma entrada USB frontal Imagem: Daniel Goldfreind Ribeiro/UOL

Claudio Luis de Souza

Do UOL, em São Paulo (SP)

26/06/2012 18h50Atualizada em 26/06/2012 22h50

A Citroën lança na segunda quinzena de julho a nova geração do hatch compacto C3, esperada no Brasil desde três anos atrás, quando foi apresentada na Europa. Por aqui, chega depois até de sua variação extra-luxo e extra-performance, a DS3.

O modelo, que desde 2003 sofreu alterações estéticas mínimas no Brasil, usa a base dos C3 Aircross e Picasso, mais parrudos que o delicado compacto tão querido pelas mulheres. Por isso o novo C3 chega mais longo, mais alto e mais largo que o atual, e traz sob o capô o novo motor 1.6 da PSA -- o EC5, bicombustível e com sistema de pré-aquecimento que dispensa o "tanquinho" de gasolina, usado para a ignição com etanol no tanque em dias frios.

O propulsor equipa também um carro de segmento superior, o hatch médio 308 da co-irmã Peugeot. São até 122 cavalos de potência. É possível que o novo C3 mantenha uma versão mais acessível dotada do atual motor 1.4, mas isso não foi confirmado na apuração de UOL Carros. Vale notar que dois dos rivais mais recentes e modernos do C3, o Chevrolet Sonic e o Ford New Fiesta, possuem apenas motor de 1,6 litro.

  • Daniel Pilavjian/UOL

    Novo C3, com passagem ao Brasil marcada para o final de julho, traz primeira mexida radical no compacto que foi lançado no país em 2003; rivais são Sonic e New Fiesta

Uma foto enviada recentemente pelo leitor Daniel Goldfreind Ribeiro mostra claramente o interior do C3. O carro estava parado num posto de gasolina em Guaratinguetá (SP). Já a foto externa é de Daniel Pilavjian, que flagrou o compacto prateado em Águas de Lindóia (SP).

A imagem permite ver um interior mais "maduro" que o do C3 atual, a começar do painel de instrumentos com indicadores analógicos, que substitui o digital. Um pen-drive inserido na área do porta-objetos do console denuncia uma entrada USB.

O volante da unidade flagrada, que deve ser da versão top, tinha base achatada como no Aircross, e atrás dele havia shift-paddles (aletas) para trocas de marcha manuais e mais esportivas.

A quem perguntar o porquê de instalar shift-paddles para operar um câmbio automático de meras quatro velocidades (como o da atual dupla C3/207), a resposta pode ser: e quem garante que o C3 não virá com um sistema de seis velocidades, possivelmente adaptado do trem-de-força dos PSA que usam o motor THP? A foto de Ribeiro revela um conjunto exatamente igual, por exemplo, ao do Peugeot RCZ. Anote: o Sonic tem câmbio automático de seis marchas, e o New Fiesta deve ganhar um em 2013.

Se isso se confirmar, fica clara a tentativa de colocar o C3 num patamar mais alto -- note também o parabrisa batizado de Visiospace, que invade parte do teto: segundo informações apuradas por UOL Carros ao longo das últimas semanas, o compacto vai ter (talvez apenas na versão top) parassóis deslizantes para evitar a incidência indesejada de sol no motorista e passageiro. O C4 Picasso é assim.

Se você fotografar ou filmar um carro diferente e/ou camuflado, envie as imagens para UOL Carros, com seu nome completo, RG ou CPF, telefone, cidade de residência e local do flagrante. A critério da Redação, elas podem ser publicadas, sempre com o devido crédito ao autor. Não há remuneração.

Para enviar, use o e-mail uolcarros@uol.com.br