Topo

Carros


Carros

Governo de SP: interessadas na fábrica Ford devem investir ao menos R$ 1 bi

Fábrica da Ford no ABC produz caminhões e o compacto Fiesta e já abriu programa de demissão voluntária - Rodrigo Paiva/Folhapress
Fábrica da Ford no ABC produz caminhões e o compacto Fiesta e já abriu programa de demissão voluntária
Imagem: Rodrigo Paiva/Folhapress

De São Paulo (SP)

24/05/2019 10h47

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta quinta-feira (23) que as duas empresas interessadas em comprar a fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (Grande São Paulo) estão dispostas a investir pelo menos R$ 1 bilhão na planta e a gerar no mínimo 400 empregos novos, condições necessárias para que o comprador possa fazer parte do programa do governo estadual de incentivo fiscal ao setor automotivo, chamado Incentivauto.

"Sem isso (as duas condições), nós nem teríamos sentado para conversar [com essas empresas]", disse o governador, que desde fevereiro tem ajudado a Ford a encontrar um comprador para a fábrica.

"E muito provavelmente o investimento (a ser anunciado pelo comprador) será superior a R$ 1 bilhão", acrescentou. A Ford anunciou em fevereiro que encerraria as atividades da planta ao longo de 2019, após decisão de sair do segmento de caminhões -- a fábrica de São Bernardo é a única da empresa no mundo que produz veículos pesados.

A declaração de Doria foi dada à imprensa após o governador participar de reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, no escritório do ministério em São Paulo. Também participou do encontro o dono do grupo Caoa, Carlos Alberto de Oliveira Andrade, um dos interessados em adquirir a fábrica. A outra empresa prefere se manter em sigilo.

Até o fim do mês de junho haverá uma definição sobre o futuro da fábrica, disse Doria. Ainda segundo o governador, as duas empresas interessadas, além de terem se comprometido a gerar 400 novos empregos na fábrica, também estão dispostas a preservar todos os atuais empregados da Ford. A fábrica tem cerca de 3 mil pessoas empregadas. A montadora, no entanto, abriu um programa de demissão voluntária, após um acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

Carros