PUBLICIDADE
Topo

Presidente da Fiat reduz salário em 50% por 3 meses devido ao coronavírus

Divulgação
Imagem: Divulgação

31/03/2020 09h12

O presidente da montadora Fiat Chrysler (FCA), Mike Manley, reduzirá seu salário em 50% durante três meses para "proteger a saúde financeira" do grupo ante a crise do coronavírus, anunciou em uma carta aos funcionários.

No texto, Manley afirma que os integrantes do Conselho Executivo reduzirão seus salários em 30% durante o período.

"Proteger a saúde financeira da empresa é a responsabilidade de todos, começando naturalmente por mim e pela equipe de direção", disse Manley, cujo objetivo é "evitar uma redução do quadro de funcionários no segundo trimestre".

No ano passado, a remuneração total de Manley foi de 13,28 milhões de dólares, incluindo um salário base de 1,43 milhão de dólares, segundo o balanço anual do grupo.

A FCA suspendeu a produção em todas as fábricas na Europa e Estados Unidos pela epidemia de coronavírus.