PUBLICIDADE
Topo

Veículos da estação brasileira na Antártida encaram neve e carga pesada

Estação científica brasileira foi reinaugurada na semana passada, após ser destruída por um incêndio há cerca de 8 anos - Divulgação
Estação científica brasileira foi reinaugurada na semana passada, após ser destruída por um incêndio há cerca de 8 anos Imagem: Divulgação

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

22/01/2020 04h00

A Marinha do Brasil reinaugurou na semana passada a Estação Comandante Ferraz, na Antártida, reconstruída oito anos após um incêndio destruir boa parte das instalações.

Destinada ao trabalho científico, a base instalada na Península Keller, na Ilha Rei George, ocupa uma área construída de aproximadamente 4.500 m², distribuída em três grandes blocos e que inclui 17 laboratórios.

As instalações trazem equipamentos para pesquisas em áreas como meteorologia, biociências, química, microbiologia e biologia molecular. Também contam com um heliporto.

A estação científica brasileira dispõe, ainda, de uma frota de veículos para trabalho em terra, capazes de transportar cargas e executar uma série de tarefas no rigor das baixas temperaturas - que incluem nevascas e tempestades.

UOL Carros obteve com a Marinha do Brasil, com exclusividade, a relação desses veículos. Confira quais são e como são utilizados.

Os veículos da Estação Comandante Ferraz

  • Divulgação

    Moto de neve BRP Ski-Doo Skandic

    As temperaturas baixas e a neve dificultam a circulação de veículos convencionais, equipados com rodas e pneus. Por isso mesmo a equipe da base científica na Antártida tem à disposição um exemplar da moto de neve, tracionada por uma esteira na parte de trás. Para direcioná-la, o piloto conta com dois esquis na dianteira. A Skandic traz adaptações para dar partida mesmo com os termômetros abaixo de zero.

  • Divulgação

    Quadriciclo BRP Can-Am Outlander 650

    A estação conta com sete unidades do veículo, utilizado para transporte de pessoal em superfície terrestre. O quadriciclo pode ser adaptado com esteiras para rodar na neve. Conta com tração 4x4, pneus todo-terreno e motor de 650 cm³ com 63 cv de potência, mais transmissão CVT. O modelo 2020 tem capacidade para rebocar até 750 kg.

  • Divulgação

    Trator Bobcat T870

    A Estação Antártica Comandante Ferraz também precisa lidar com transporte de cargas. Para tal, a base científica conta com um exemplar do pequeno trator, capaz de carregar até 870 kg de itens acondicionados em pallets. Mas não é só isso: o versátil veículo também é usado para escavar neve, nivelar terreno e outras atividades.

  • Divulgação

    Trator CAT D6N XL

    O veículo conta com duas unidades em operação, ambas com capacidade de carga de 15 toneladas, de acordo com a Marinha. Dotado de esteiras e pá dianteira articulada, é utilizado para empurrar e puxar as chatas de carga e de óleo combustível. Também reboca outros tipos de carga, bem como é capaz de remover terra e neve.

  • Divulgação

    Carregadeira CAT 938H

    Para trabalhos mais pesados, a equipe também conta com uma carregadeira com capacidade para cinco toneladas. De acordo com a Marinha, o veículo é utilizado para carregamento de itens em pallets, além de reboque de cargas, remoção de neve e outras atividades. Para tracionar na neve e em terrenos difíceis, os pneus receberam correntes.

Fonte: Marinha do Brasil