PUBLICIDADE
Topo

De Bugatti a Cadillac: veja os 10 carros com os maiores motores da história

The Beast - Reprodução
The Beast Imagem: Reprodução

Do UOL

Em São Paulo (SP)

06/06/2020 04h00

Se a indústria automotiva no momento busca cada vez mais diminuir seus motores e deixa-los mais eficientes para controlar as emissões, já houve um tempo em que isso não era uma preocupação. E mesmo fazendo um carro se tornar pesado demais ou pouco econômico, fabricantes investiam pesado no conceito em nome do desempenho.

Veja aqui alguns dos principais exemplos na história:

Os 10 carros com os maiores motores da história

  • Bentley 8-Litre (8,0 litros)

    Se havia um hipercarro nos anos 1930, era certamente este aqui. Não apenas porque somente 100 foram feitos, mas também por seu motor de 8 litros - absolutamente distante da realidade dos carros da época. Seus 220 cv o transformavam em um dos carros de rua mais potentes... em 1931.

  • Bugatti Veyron (8,0 litros)

    O carro francês leva a capacidade de seu motor de 8 litros W16 à prova, chegando a impressionantes 407 km/h com seus 987 cv de potência. Com quatro turbos e 64 válvulas, são necessários dez radiadores para manter a unidade na temperatura correta.

  • Chevrolet Suburban (8,1 litros)

    Com um corpo grande e pesado, o Suburban necessitava de um motor "à altura". Assim, de 2001 a 2006, o motor Vortec V8 de 340 cv foi oferecido como o maior para o modelo. No fim, a unidade foi cortada da produção pelo grande consumo de combustível.

  • Cadillac Eldorado (8,2 litros)

    O Eldorado foi lançado em 1953, mas foi sendo atualizado ao longo dos anos e em 1970 teve seu motor aumentado para 8,2 litros, produzindo modestos 400 cv. Obviamente, o propulsor acabou sendo estrangulado pelas leis nos anos seguintes devido a sua alta emissão. Em 1976, o motor dispunha de apenas 190 cv.

  • Dodge Ram (8,3 litros)

    Utilizando o mesmo motor do Viper, a Ram SRT-10 oferecia em 2004 - ano de seu lançamento - cerca de 500 cv. Sua força era impressionante, com o carro indo de 0 a 100 km/h em 4,9 segundos e chegando a cerca de 233 km/h.

  • Dodge Viper (8,4 litros)

    Em sua quarta geração, o carro viu seu motor 8,0 aumentando para 8,4. Isso foi feito utilizando a mesma disposição anterior - um V10 - apenas com ajustes nas válvulas. Quando chegou ao mercado, em 2015, o carro tinha 650 cv. Uma versão GT3 deste VIper ainda foi feita, levando o motor aos 680 cv.

  • Bugatti Royale (12,7 litros)

    Seis modelos do Royale foram construídos entre 1927 e 1933, com seu motor de 12,7 litros sendo projetado originalmente pelo Ministério Aeronáutico da França, mas nunca sendo utilizado. A Bugatti o reformou e o lançou em seu carro. O propulsor tinha oito cilindros e três válvulas em cada um.

  • Cadillac Sixteen Concept (13,6 litros)

    A Cadillac se inspirou nos anos 1920 para em 2003 desenvolver o Sixteen Concept, com um motor V16 de nada menos que 13,6 litros de capacidade. No fim, eram dois V8s juntos, que de acordo com cálculos rendiam 1.000 cv pesando cerca de 2.200 kg. Para economizar combustível, havia a opção de desligar alguns cilindros do motor.

  • Napier-Railton (23,9 litros)

    Nesta época, mais potência significava um motor maior. Assim, em 1936 a Napier Lion construiu uma unidade de 23,9 litros para quebrar um recorde de 241 km/h no deserto de sal de Bonneville, nos EUA. O propulsor tinha 12 cilindros agrupados em três grupos de quatro cilindros em configuração de "flecha".

  • The Beast (27,0 litros)

    Um chassi foi especialmente concebido para a construção desta monstruosidade. O proprietário colocou nele um propulsor V12 de 27 litros da Rolls-Royce utilizado em aviões. Em 1970, quando foi construído, o modelo de 1.000 cv se tornou o carro de rua mais potente de todos os tempos, chegando a quase 300 km/h. Os tempos mudaram, mas suas arquitetura continua sendo bastante peculiar.