Primeira Classe

Primeira Classe

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
OpiniãoCarros

T-Cross melhorou na linha 2025, mas Volkswagen não fez todo o dever de casa

Abril e maio foram meses de renovação para alguns campeões de bilheteria do segmento de SUVs.

Os médios Jeep Compass e Toyota Corolla Cross ganharam atualização, assim como o compacto VW T-Cross, que é o mais vendido da categoria.

Em comum, os três mudaram pouco. Apenas o suficiente para resolver algumas questões que incomodavam os clientes (nem todas) e manter os produtos interessantes - até a chegada de uma nova geração, ou sucessor. Aqui, o assunto é o T-Cross, o último a passar por atualização.

A Volkswagen atualizou visual e interior sem promover aumento nos preços, algo sempre apreciado pelos clientes (confira tabela completa abaixo). Quanto ao desenho, foram feitas alterações sutis em grade, lanternas traseiras e para-choques.

As rodas também são novas e podem ficar mais esportivas por meio de um pacote visual batizado de Dark. Ele inclui pneu com tecnologia que permite ao carro rodar mesmo com o componente furado.

Destaques

Imagem
Imagem: Rafaela Borges/UOL

Mas, além do facelift, há algumas coisas que realmente fizeram a diferença. Entre elas, há agora lanternas interligadas de verdade. Antes, a interligação não acendia. Essa atualização da linha 2025 resolve esse problema, dando ao cliente um elemento visual apreciado e, até então, desejado.

Além disso, os faróis agora são full-LEDs em todas as versões do carro (com exceção da Sense, que não teve atualização na linha 2025). Outro destaque é a mudança da posição da central multimídia. Antes totalmente integrada ao painel, agora é semiflutuante.

Continua após a publicidade

Houve, ainda, melhora em um dos aspectos mais criticados no T-Cross até então: acabamento interno. Os bancos têm novo revestimento, com direito a partes de couro de verdade (nada de imitação) na versão topo de linha, Highline.

Além disso, em todas as opções de acabamento do carro, os painéis ganharam revestimento com materiais mais macios ao toque. Assim, com pequenas coisas, a VW conseguiu deixar seu produto mais interessante. Mas nem tudo é ponto positivo.

Perdeu a chance

Imagem
Imagem: Rafaela Borges/UOL

A Volkswagen poderia ter aproveitado a renovação para atualizar algumas falhas do T-Cross, mas deixou para lá. A principal é o freio de estacionamento manual. Segundo a montadora, se o modelo recebesse a tecnologia, ficaria mais caro. Aqui, o objetivo era manter o preço.

O problema é que muitos rivais importantes já abriram mão do freio manual e adotaram o elétrico. Inclusive, alguns que são mais baratos que o T-Cross - dentre eles, Hyundai Creta, Jeep Renegade e Honda HR-V. Outro ponto, esse mais simples de ter sido resolvido, é o porta-copos.

Continua após a publicidade

O componente é até bem posicionado, mas muito raso e sem prensas ou borrachas que permitam a acomodação de variados tipos de latas e garrafas. Resultado: sabe aquelas garrafas d'água mais comuns, de 500 ml? É grande a chance de caírem com o carro em movimento.

Mas o cliente parece não ter se abalado com isso não. Se o ranking de vendas de maio é termômetro, as mudanças agradaram. O T-Cross continua líder de emplacamentos do segmento de SUVs.

Preços do T-Cross 2025

O T-Cross mantém três versões com motor 1.0 turbo de até 128 cv na linha 2025. Elas são a Sense, 200 TSI e Comfortline. A topo de linha Highline, por sua vez, traz o 1.4 turbo de 150 cv. Confira os preços.

Sense - R$ 119.890

200 TSI - R$ 142.990

Continua após a publicidade

Comfortline - R$ 160.990

Highline - R$ 175.990

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Deixe seu comentário

Só para assinantes