Primeira Classe

Primeira Classe

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
ReportagemCarros

Pilotando supercarros: como é o curso que a Porsche oferece a clientes

O volante do novo 911 GT3 RS, geração 992, é de deixar até carros de Fórmula 1 com uma certa inveja. Há diversos botões, para comandar vários parâmetros do automóvel, mudando o comportamento de acordo com fatores como condição de pista. Na maior parte dos modelos de corrida convencionais, é preciso parar no box para fazer esses ajustes manualmente.

Mas tanta tecnologia não é fácil de entender, principalmente para quem não é piloto profissional, mas leva seu carro para os divertidos track days. E aprender a usar melhor os recursos da máquina é um dos objetivos do Porsche Track Experience, programa dedicado a donos de carros da montadora.

O programa básico tem três níveis: Precision, Performance e Master. Quem completa todo o programa fica pronto para a próxima etapa, o Master Racecar, para clientes que estão interessados em se tornarem profissionais para pilotar o 911 GT3 Cup, na competição Porsche Cup.

Eu participei de todo o programa básico do Porsche Track Experience. Não foi minha primeira experiência, pois eu já havia concluído um dos cursos de pilotagem mais tradicionais do Brasil, ministrado pelo instrutor Roberto Manzini no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Mesmo assim, ao terminar minha experiência com a marca alemã, me tornei uma piloto amadora muito melhor do que quando dei início ao programa.

Minha primeira experiência no Porsche Track Experience foi em novembro do ano passado, no Velopark, em Porto Alegre. Com um 911 GT3, participei da etapa Precision. A Performance, no Velocittà, em Mogi Guaçu (SP), fiz em agosto.

E, no último 10 de novembro, foi a vez de concluir o programa básico com o nível Master, também no autódromo do interior paulista. Nas duas últimas fases, usei um Cayman T.

Quem pode participar

Os proprietários de Porsche fazem o programa com seus próprios carros, e ele está aberto para todos os esportivos da marca - como 911, Cayman e Boxster. Não importa se a pessoa é primeira, segunda, terceira dona, nem se o automóvel é de atual ou antiga geração.

Basta ser Porsche esportivo. Fora desse segmento, também é bem-vindo o Cayenne, mas só na versão Turbo GT. Já modelos como o Panamera só estão aptos para a primeira etapa, Precision. Das demais, eles não podem participar.

Continua após a publicidade

As inscrições são feitas por meio do site oficial do Porsche Track Experience. Lá também será divulgado em breve o calendário 2024 do programa, bem como os preços de cada etapa. Em 2023, foram R$ 4.950 pela Precision, R$ 5.160 pela Performance e R$ 5.890 pela Master.

Como é o Porsche Track Experience

O nível Precision começa com exercícios básicos como slalom, frenagem e derrapagem controlada. Na parte da tarde, os participantes vão para pista, divididos em diversos grupos (conforme categoria do carro), cada um liderado por um instrutor. Eu, por estar em um 911 GT3, semipista, fiquei no grupo 1.

E essa foi uma experiência bem legal, já que os donos desse tipo de carro costumam ter boa experiência, pois participam frequentemente de track days. Por isso, tive de manter um ritmo forte, para não destoar.

Nível Precision, no Velopark
Nível Precision, no Velopark Imagem: Rafaela Borges/UOL

No Performance, os exercícios da parte da manhã são mais desafiadores. Entre eles, há frenagem para entrada em curva e circle (contornar o círculo saindo de traseira, com a frete apontada para dentro). A parte de pista já começou usando todo o traçado do Velocittà.

Continua após a publicidade

Na primeira metade, o instrutor vai à frente do grupo. Já a segunda é a chamada "shadow drive", ou pilotagem sombra. O piloto profissional que lidera o pelotão passa a ir atrás do participante, como uma sombra. É pista livre pela frente.

E, no final, há algumas voltinhas livres, sem instrutor à frente ou atrás. A etapa Master é aquele em que passamos mais tempo na pista. Há poucos exercícios, de concentração e largada, e explicação sobre as bandeiras de uma corrida.

Imagem
Imagem: Rafaela Borges/UOL

Outras atrações

Este ano, como parte do programa Track Experience, a Porsche criou também o Sport Challenge. Trata-se do track day oficial da montadora. Nas duas últimas etapas que participei, houve realização desse evento no dia seguinte.

Não é preciso fazer o programa de direção para participar do Sport Challenge. Os preços do Track Experience incluem suporte mecânico, brindes como bonés (também ganhei bons vinhos tintos europeus nas duas etapas do Velocittà) e alimentação completa.

Continua após a publicidade

Há café da manhã, almoço (geralmente com carnes nobres como prato principal) e snacks durante todo o evento. A maior parte das etapas é realizada no Velocittà, mas há algumas em outros Estados do Brasil (como a primeira que participei, no Rio Grande do Sul).

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Deixe seu comentário

Só para assinantes