PUBLICIDADE
Topo

Primeira Classe

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Como é viajar 750 km pela rodovia Rio-Santos com um carro elétrico

Audi e-tron Sportback na Rio-Santos - Levi Pinheiro
Audi e-tron Sportback na Rio-Santos Imagem: Levi Pinheiro
Conteúdo exclusivo para assinantes
Rafaela Borges

Rafaela Borges é jornalista automotiva desde 2003, com passagens por Carsale e Estadão. Escreve sobre o mercado de veículos, supercarros, viagens sobre rodas e tecnologia.

Colunista do UOL

15/11/2021 04h00

Quando começaram a surgir, os carros elétricos tinham baixa autonomia e foco no uso urbano. Porém, as marcas começaram a investir em alcance extra e, no Brasil, alguns elétricos de luxo lançados recentemente também têm aptidão para cair na estrada. O problema é a infraestrutura: como recarregar seu automóvel em uma viagem?

Quem tem um carro elétrico costuma fazer todo o processo de recarga em casa. É comum o proprietário ter um Wallbox não apenas onde reside, mas também na casa de campo ou de praia. Mas e se ele for a um destino diferente, para desbravar lugares novos?

  • O UOL Carros agora está no TikTok! Acompanhe vídeos divertidos, lançamentos e curiosidades sobre o universo automotivo.

Dá para ir com tranquilidade, mas é preciso se planejar. Eu passei um fim de semana com Audi o e-tron Sportback na Rio-Santos, uma das estradas mais emblemáticas do Brasil. A experiência foi nova e surpreendente: não perdi tempo (nem meu suado dinheirinho) com postos de combustível e ainda fui amiga do meio ambiente.

Audi e-tron Sportback Rio-Santos cenário praia - Levi Pinheiro - Levi Pinheiro
Imagem: Levi Pinheiro

A Rio-Santos, trecho da BR-101 entre os Estados de São Paulo e Rio de Janeiro, é conhecida por suas serras e curvas e praias para todos os gostos (das mais inóspitas às com boa infraestrutura). Já viajei por ela algumas vezes.

Então, nesta nova visita decidi fazer programas menos focados em praias, e mais em experiências, com cultura, história e gastronomia - até porque o sol não foi tão presente no período. Mas claro que passei por algumas praias; é inevitável. Aqui, conto como foi viajar de carro elétrico e deixo dicas de um roteiro sobre experiências bacanas em uma road trip pela estrada.

Planejando a viagem

"Para onde posso ir com um carro elétrico com 446 km de autonomia, a partir de São Paulo"? Esta foi a primeira pergunta que fiz para embarcar nessa jornada. Para o sul do Brasil até dá, mas eu precisaria de mais que um fim de semana. Para Minas já fica mais complicado.

Audi e-tron Sportback Rio-Santos curvas - Levi Pinheiro - Levi Pinheiro
A beira-mar, Rio-Santos é repleta de serras e tem muitas curvas
Imagem: Levi Pinheiro
O Rio de Janeiro é uma boa opção, pois há o corredor elétrico da Dutra. Mas a ideia era viver experiências no trajeto, então eu não queria percorrer essa rodovia de trânsito rápido. Pesquisando em aplicativos como EDP EV Charge e PlugShare, vi que vários hotéis em cidades e praias estão equipados com carregadores para carros elétricos.

Essa é a primeira dica para quem vai viajar com esse tipo de modelo: procure um hotel com carregador. Dessa forma você vai curtir muito mais a experiência, pois não terá de ir a shoppings, clubes ou restaurantes só para recarregar o carro.

Audi e-tron Sportback Rio-Santos centro Paraty 1 - Levi Pinheiro - Levi Pinheiro
Centro de Paraty
Imagem: Levi Pinheiro
Mas e se precisasse recarregar na estrada? Vi que na Rio-Santos há o primeiro carregador ultrarrápido do Brasil, fruto de parceria entre Audi, Porsche, Volkswagen e EDP. Mas há um problema: ele fica em um shopping, o Serramar, em Caraguatatuba. E eu estava fugindo de shoppings.

Pesquisei mais um pouco e descobri que o Serramar fica na própria Rio-Santos. Não seria preciso fazer nenhum desvio de caminho, que era tudo o que eu não queria. Foi aí que bati o martelo e decidi qual seria meu roteiro. Com pesquisa e planejamento, foram quase 750 km sem nenhum percalço.

Como é a estrada

Para quem gosta de dirigir, viajar para Rio-Santos já é uma grande atração. No primeiro dia, meu objetivo era chegar a Paraty e, no trajeto, me divertir muito na estrada. Por isso, a acessei quase no início, um pouco antes da chegada ao Guarujá.

Audi e-tron Sportback na Rio-Santos estrada com trânsito - Levi Pinheiro - Levi Pinheiro
São Sebastião se estende por cerca de 100 km na Rio-Santos
Imagem: Levi Pinheiro

Depois de Riviera de São Lourenço, na chegada a São Sebastião, a Rio-Santos vai ficando mais bonita, com a Serra do mar sempre presente e curvas mais desafiadoras. Em vários trechos, dá para ver o mar.

São Sebastião se estende por cerca de 100 km pela rodovia e tem praias famosas como Cambury e Maresias. Após essa cidade, está a parte mais legal da via no Estado de São Paulo.

O trecho é quase todo de serra, o mar se faz presente em muitos pontos e as velocidades ficam entre 40 e 80 km/h. Logo após Maresias, para quem curte praias e não quer enfrentar trilhas, vale uma parada na de Santiago, bonita e de fácil acesso.

Chegando ao centro de São Sebastião é preciso ficar atento, pois a Rio-Santos não é mais uma reta. Vai passando por dentro da cidade. Fique atento às placas para Caraguatatuba até retomar à rodovia.

Audi e-tron Sportback Rio-Santos recarga Serramar - Levi Pinheiro - Levi Pinheiro
Imagem: Levi Pinheiro
Em Caraguatatuba, o Serramar fica no sentido de quem se dirige a São Paulo. Então é preciso fazer um pequeno retorno cerca de 1 km à frente. Cheguei ao shopping bem no horário do almoço.

O carregador fica no estacionamento, que é descoberto. Para usá-lo, gratuitamente, basta fazer o desbloqueio no app EDP EV Charge. Como tem 150 kW, a cada 15 minutos eu ganho 100 km.

E como eu tinha mais de 150 km quando cheguei - o legal da Rio-Santos é que nos trechos de serra dá para ganhar autonomia com o sistema de regeneração da bateria que o e-tron tem -, em meia hora o SUV estava carregado. Mal deu tempo de tomar um lanche rápido.

Rumo a Paraty

Audi e-tron Sportback Rio-Santos rumo a Paraty - Levi Pinheiro - Levi Pinheiro
Imagem: Levi Pinheiro
De Caraguatatuba a Paraty, são 125 km pela Rio-Santos, mas mais de duas horas de viagem. O trecho mais lento é em Ubatuba, pois a cidade se estende por uma ampla faixa da Rio estrada e as velocidades são de 40 km/h (por ser trecho urbano).

Passando Ubatuba, logo já há a divisa com o Rio de Janeiro e o trecho mais espetacular da Rio-Santos. Na maioria desse trecho, a velocidade máxima é de 100 km/h. Além disso, o cenário da serra se alterna com partes rodeadas por árvores centenárias, já na aproximação a Paraty.

A Rio-Santos precisa de algum cuidado em alguns trechos. Nos quase 400 km rodados no primeiro dia, havia muitas partes com pavimentação ruim, apesar de outras com piso perfeito.

Paraty

Chegando a Paraty para o por do sol, fugi do óbvio. Fui conhecer o Gastromar Paraty, na Marina do Porto Imperial. Em Salvador, uma das grandes atrações para quem ama gastronomia é almoçar nos restaurante das Bahia Marina, muitos com vista para os barcos ancorados por lá.

Audi e-tron Sportback Rio-Santos Gastromar - Levi Pinheiro - Levi Pinheiro
Gastromar Paraty
Imagem: Levi Pinheiro
Entre São Paulo e Rio de Janeiro, o cenário é semelhante no Gastromar, ideal para um almoço tardio, na varanda, para curtir o por do sol. Além desse ambiente, há um lounge, um bar, uma lojinha e a parte interna do restaurante.

Comandada pela chefe paulistana Gisela Schmitt, a cozinha tem a comida do mar como carro-chefe, e a combina com ingredientes da região de Paraty. Outra atração é o Sem Pressa, barco retrô que sai do Gastromar para um almoço ao mar, passando pelas ilhas e praias no entorno da cidade fluminense.

No passeio de cinco horas, para grupos fechados (preços e reservas por meio do telefone 24-99844-3788), há um menu com aperitivos e prato principal, drinks e uma ótima trilha sonora.

Audi e-tron Sportback Rio-Santos Paraty 2 - Levi Pinheiro - Levi Pinheiro
Em Paraty, são 33 quarteirões com construções históricas muito bem preservadas
Imagem: Levi Pinheiro
Claro que, passando por Paraty, não dá para deixar de visitar seu centro histórico, principalmente se você ainda não conhece. A cidade tem o conjunto arquitetônico colonial mais bem preservado do Brasil, com cerca de 400 construções em 33 quarteirões.

Audi e-tron Sportback Rio-Santos artesanato Paraty - Levi Pinheiro - Levi Pinheiro
Centro de Paraty também tem diversas lojas com artesanato local
Imagem: Levi Pinheiro
Destaque para a Igreja de Santa Rita de Cássia, que foi construída no século XVIII e tem vista para o mar e os barquinhos ancorados que caracterizam o cenário de Paraty. A cidade tem também forte vida noturna, com restaurantes e bares com música ao vivo, além de lojas com artesanato local e livrarias. É sede da FLIP, a mais importante feira literária do Brasil.

Carregamento AC

Audi e-tron Sportback Rio-Santos Itamambuca rio - Levi Pinheiro - Levi Pinheiro
Hotel Itamambuca fica às margens do rio Itamambuca
Imagem: Levi Pinheiro
O dia terminou no hotel que escolhi para o fim de semana, o Itamambuca Ecoresort, em Ubatuba. Localizada em uma grande área de Mata Atlântica, fica às margens do rio Itamambuca e tem acesso direto para a praia de mesmo nome.

No Itamambuca, há muitas atrações em contato com a natureza, como área para trekking e observação de pássaros. O restaurante é diversificado e com preços atraentes - um risoto de frutos do mar, por exemplo, sai por R$ 60. O café da manhã, servido das 7h às 10h, é variado e tem opção para veganos.

O hotel de estilo rústico tem ainda duas piscinas, quadras de tênis e beach tênis e uma boa infraestrutura na praia de Itamambuca, com acesso direto pelo resort. O ponto negativo fica para os quartos. Apesar de espaçosos e de terem cama, travesseiros e toalhas de qualidade, carecem de reformulação. A decoração não agrada e aparelhos como minibar, TV e ar-condicionado são datados.

Audi e-tron Sportback Rio-Santos recarga Itamambuca - Levi Pinheiro - Levi Pinheiro
Imagem: Levi Pinheiro
O Itamambuca tem um carregador AC (corrente lenta) de 22 kW instalado pela própria Audi. A marca tem diversos pontos espalhados por hotéis, shoppings e outros pontos de interesses de seus clientes em todo o Brasil (outras marcas que atuam no segmento elétrico também adotaram essa solução, a exemplo da Porsche e da Volvo).

Por isso, no Itamambuca, a recarga é gratuita se o carro for Audi. Para os demais hóspedes, os preços são sob consulta (por meio do telefone 12-3834-3000). Mas para não hóspedes, custa R$ 170, valor que não vale a pena.

Audi e-tron Sportback Rio-Santos deck - Levi Pinheiro - Levi Pinheiro
Deck do Itamambuca Ecoresort
Imagem: Levi Pinheiro
A recarga completa nessa estação leva 5 horas. É deixar o carro no ponto e ir jantar e dormir. No meu caso, foi ainda mais rápida, pois cheguei ao Itamambuca com 200 km de autonomia. Em duas horas, já tinha o carro 100% carregado.
Segundo dia

Audi e-tron Sportback Rio-Santos félix - Levi Pinheiro - Levi Pinheiro
Praia do Félix
Imagem: Levi Pinheiro
A programação no segunda dia de viagem começou com o nascer do sol na praia do Félix. Rodeada por morros e muita vegetação, e com pedras que deixam a paisagem mais bonita, a praia é acessada por meio de uma trilha bem leve e rápida, que não passa dos cinco minutos. Fica bem próxima à Itamambuca, no norte de Ubatuba.

Em seguida começou o caminho de retorno pela Rio-Santos. A parada seguinte, a uma hora do Félix, foi a Praia de Tabatinga, em Caraguatatuba. Com águas calmas e esverdeadas, é excelente para banho de mar e um bom programa para as crianças.

Audi e-tron Sportback Rio-Santos costa verde - Levi Pinheiro - Levi Pinheiro
Hotel Costa Verde, em Tabatinga, oferece day use
Imagem: Levi Pinheiro
A praia é dominada pelo condomínio Costa Verde, e eu fui conhecer o hotel Tabatinga, que fica na mesma área. É um hotel de design cuja piscina tem vista para o mar e o restaurante, Manduca, oferece pratos contemporâneos.

No Costa Verde, dá para fazer day use (R$ 250 por pessoa). Além da piscina, o cliente pode usar todas as áreas comuns do hotel, que inclui clube de praia - com bar e confortáveis cadeiras e sofás para tomar sol.

Seguindo viagem, passei bem em frente ao hotel Serramar, e decidi dar 15 minutos de carga, só para garantir. Então, fui a Cambury para mais um almoço tardio, no Acqua. A partir de Tabatinga, são 90 km.

Entre esta praia e a de Baleia, o restaurante é um dos mais badalados do litoral de São Paulo. O destaque é a varanda com vista 180 para as duas praias (Cambury e Baleia).

Audi e-tron Sportback Rio-Santos acqua - Levi Pinheiro - Levi Pinheiro
Restaurante Acqua, em Cambury
Imagem: Levi Pinheiro
A cozinha comandada pelo chef Natanael Azevedo é variada, com massas, risotos, carnes e comidas do mar. Há muito espaço para experimentação, com uso de ingredientes tipicamente brasileiros.

Entre os destaques do menu há o capellini com camarões gigantes e molho de frutas vermelhas. O petit gateau de goiaba crocante é outra atração. O programa teve direito a um belo por do sol.

Após o almoço no Acqua, já à noite, segui pela Rio-Santos até a Rodovia dos Imigrantes para retornar a São Paulo. Viajar de carro elétrico é uma experiência divertida e bem tranquila, se realizada com planejamento e em uma via com infraestrutura para esse tipo de veículo.

A infraestrutura para viagens com carros elétricos no Brasil ainda é embrionária e não tem sido priorizada pelos governos. O que existe é fruto de investimento de montadoras, em parceria com empresa do setor de energia. Caso do consórcio entre Audi, Porsche, Volkswagen e EDP, que tem previsão de instalar nas vias do Brasil 30 carregadores ultrarrápidos, como o da Serramar, até o fim de 2022.

Detalhes sobre o Audi e-tron Sportback

O e-tron Sportback tem dois motores elétricos com total de 408 cv e 67,7 mkgf. De acordo com dados da Audi, o carro acelera de 0 a 100 km/h em 5,7 segundos. O SUV se saiu muito bem na estrada repleta de curvas, pois tem centro de gravidade baixo.

Isso graças à coluna C rebaixada e à bateria sob o assoalho. Além disso, traz suspensão adaptativa, ajustável em altura. Automaticamente, ela deixa o e-tron mais confortável, para lidar com pisos imperfeitos, ou mais esportivo, para curvas e alta velocidade.

Audi e-tron Sportback Rio-Santos final - Levi Pinheiro - Levi Pinheiro
Imagem: Levi Pinheiro
Como muitos trechos percorridos foram noturnos, os faróis full-LEDs digitais antiofuscamento foram ótimos aliados. A capacidade de iluminação é até 350 metros à frente. E o farol alto é automático.

Ao entrar na Imigrantes, via de trânsito rápido (120 km/h), o e-tron já foi perdendo rapidamente sua autonomia, que pode chegar a 446 km. Mas, na descida da Serra do Mar por essa rodovia, consegui recuperar 50 km usando o sistema de regeneração em dois níveis.

Na desaceleração e na frenagem, a bateria vai ganhando energia. Por isso, vias serranas combinam bastante com carros elétricos que investem em um bom sistema de regeneração. Já nas de trânsito rápido, a autonomia acaba ficando comprometida, o que reforça a importância de uma boa infraestrutura.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.