PUBLICIDADE
Topo

Primeira Classe

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Compass assume liderança entre carros de passeio e Chevrolet 'ressuscita'

Novo Jeep Compass - Marcos Camargo/UOL
Novo Jeep Compass Imagem: Marcos Camargo/UOL
Conteúdo exclusivo para assinantes
Rafaela Borges

Rafaela Borges é jornalista automotiva desde 2003, com passagens por Carsale e Estadão. Escreve sobre o mercado de veículos, supercarros, viagens sobre rodas e tecnologia.

Colunista do UOL

21/09/2021 10h35Atualizada em 21/09/2021 18h22

Passados quase dois terços do mês de setembro, o ranking de vendas começa a tomar forma com algumas surpresas. A principal é o líder do segmento de carros de passeio. A posição, que em agosto ficou com o Argo, agora é de um modelo cuja versão mais em conta sai por cerca de R$ 150 mil, o Jeep Compass.

O SUV médio somou 3.569 emplacamentos de 1º a 19 de setembro, conforme dados preliminares divulgados pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). Em compensação, seu principal rival, Toyota Corolla Cross, perdeu participação.

O SUV, que em agosto foi um dos dez carros mais vendidos do Brasil, ocupou no período o 14º lugar considerando apenas automóveis. Somando comerciais leves, o Toyota vai para o 17º lugar (o Compass é segundo colocado, nesse caso).

A procura pelo Corolla Cross, no entanto, continua bem alta. Como a maior parte dos veículos vendidos no Brasil, a produção não está acompanhando a demanda - especialmente nos segmentos de maior valor agregado.

A demanda mundial por semicondutores está atrasando a produção de montadoras. No Brasil, a Stellantis (Fiat, Jeep, Peugeot, Citroën e Ram) é a empresa que menos está sentindo o impacto desse crise.

O retorno da Chevrolet

Alegando falta de semicondutores, a Chevrolet paralisou por meses a produção do Onix e do Onix Plus. O processo de fabricação foi retomado no mês passado, e o efeito já começa a ser sentido.

O ex-líder Onix, que havia desaparecido do ranking de vendas, foi o quarto carro de passeio mais emplacado do Brasil de 1º a 19 de setembro - sexto no ranking que considera também os comerciais leves.

O Onix Plus, por sua vez, já aparece em oitavo entre os carros de passeio e 11º na lista que soma automóveis e comerciais leves. O Tracker, no entanto, não foi tão bem. O modelo é apenas o quinto utilitário-esportivo compacto mais vendido no período.

À frente dele aparecem o Volkswagen T-Cross, líder do mês, e o Jeep Renegade, segundo colocado. O HR-V se deu bem com a baixa produtividade de uns e a mudança de linha de outros. Escalando o ranking, foi o terceiro mais vendido da categoria.

O quarto colocado é o Hyundai Creta, que acaba de passar por uma grande renovação. A versão atualizada do carro começou a ser vendida na semana passada. Por isso, há expectativa de que ele ganhe muita participação no segmento até o fim de setembro.

Comerciais leves

Quando as picapes e outros comerciais leves são somados às vendas, a líder é a Strada, que vem aparecendo desde o início do ano como veículo mais vendido do Brasil. A Toro também foi bem de 1º a 19 de setembro, com a terceira colocação.

Já o Argo, vice-líder em agosto (e mais vendido entre os carros de passeio), surge apenas na 18º colocação no ranking que soma automóveis e comerciais leves. O hatch e o Corolla Cross são os modelos que mais perderam espaço neste mês.

Os mais vendidos de 1º a 19 de setembro (carros de passeio + comerciais leves)

1º Fiat Strada - 3.733 unidades
2º Jeep Compass - 3.569
3º Fiat Toro - 3.310
4º Volkswagen T-Cross - 3.272
5º Fiat Mobi - 2.760
6º Chevrolet Onix - 2.652
7º Jeep Renegade - 2.406
8º Toyota Hilux - 2.188
9º Chevrolet S10 - 2.131
10º Volkswagen Gol - 1.966

Fonte: Fenabrave