PUBLICIDADE
Topo

Primeira Classe

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Casal constrói casa sobre rodas para ir do Ushuaia ao Alasca

Rafaela Borges/UOL
Imagem: Rafaela Borges/UOL
Rafaela Borges

Rafaela Borges é jornalista automotiva desde 2003, com passagens por Carsale e Estadão. Escreve sobre o mercado de veículos, supercarros, viagens sobre rodas e tecnologia.

Colunista do UOL

08/03/2021 04h00

Em 2019, Vivien e Leandro Teixeira, dois executivos de marketing, abriram mão de seus bons empregos para correr atrás de um antigo sonho: explorar o mundo. Partiram para Ásia e a Oceania mas, em meados de 2020, acabaram tendo de voltar ao Brasil, por causa da pandemia.

O casal imaginou que as coisas fossem voltar ao normal rapidamente, como todos nós achávamos. Mas estávamos enganados. Foi então que Leandro e Vivien decidiram mudar o foco desse sonho e construíram a Veveca.

O objetivo: ir do Ushuaia, no extremo sul do continente americano, ao Alasca, no extremo norte, a bordo desse simpático motorhome. Eu imaginava que essa viagem seria impossível, mas Vivien explica que é um rota bem comum, inclusive batizada como Via Transamericana.

Trata-se de um conjunto de estradas que passa por diversos países. Em apenas um trecho, entre Colômbia e Panamá, o motorhome precisa ser enviado de barco. Porém, enquanto ainda estamos em pandemia, com muitas fronteiras fechadas, o sonho começa aqui mesmo no Brasil, como um aquecimento.

Veveca vista fogão - Rafaela Borges/UOL - Rafaela Borges/UOL
Pintura foi feita pelo artista Renato Tijo
Imagem: Rafaela Borges/UOL

Na última quinta-feira (4), Leandro e Vivien embarcaram na Veveca para percorrer 14 mil quilômetros em território brasileiro. Eles partiram de São Paulo para o litoral, rumo ao Rio de Janeiro e Espírito Santo. Depois, chegam a Minas Gerais para explorar todo o interior do Brasil, passando por chapadas em Goiás, Mato Grosso e Bahia.

A volta a São Paulo será pelo litoral, percorrendo toda a costa do Nordeste e Sudeste. Ao todo, Veveca vai passar por 18 Estados brasileiros. O período estimado da viagem é de dez meses.

Veveca é uma casa sobre rodas

Existem diversas empresas especializadas em construir motorhomes, que podem ser montados em ônibus, furgões e em modelos Kombi, entre outros. Nessas empresas, o preço pode chegar a R$ 400 mil.

Muitos também compram seus veículos e os constroem em casa. Esse modelo artesanal requer um investimento entre R$ 30 e R$ 60 mil, estima Leandro. A Veveca é um intermediário.

Veveca motorhome cozinha e janelas - Rafaela Borges/UOL - Rafaela Borges/UOL
Cozinha em L
Imagem: Rafaela Borges/UOL
O casal comprou um Iveco Daily MaxiFurgone seminovo, modelo 2016, no qual pagou R$ 90 mil. Eles elaboraram todo o projeto em 40 páginas, e encontraram uma pessoa disposta a montar o motorhome artesanalmente, para transformá-lo em uma casa sobre rodas.

Para a montagem, o investimento, com tudo incluído, foi de R$ 85 mil. O resultado foi uma bela casinha de 8 metros quadrados com cozinha em L, banheiro e uma sala que se transforma em quarto.

Veveca motorhome sala - Rafaela Borges/UOL - Rafaela Borges/UOL
Sofá se transforma em cama
Imagem: Rafaela Borges/UOL
No centro do sofá, há uma mesinha de madeira. Quando ela é retirada, as almofadas do encosto se encaixam perfeitamente neste vão, formando uma cama entre queen e king size.

No pequeno banheiro, há chuveiro e pia. O vaso é retrátil, podendo ser guardado embaixo da pia. Em frente ao cômodo há armários para guardar roupas e pertences. A cozinha tem uma pequena geladeira e um fogão.

Veveca motorhome banheiro - Rafaela Borges/UOL - Rafaela Borges/UOL
Imagem: Rafaela Borges/UOL
A pia da cozinha, assim como o chuveiro, tem água quente. "Para podermos lavar louça com água aquecida no Alasca", diz Vivien. A Veveca tem um reservatório de 300 litros de água. O plano é abastecê-lo em postos de combustível, enquanto o motorhome é reabastecido com diesel.

A decoração, que inclui mantas, almofadas e objetos de cozinha e sala, foi feita pela Riachuelo Casa.

Vida a bordo

Como a Veveca não tem ar-condicionado (apenas a cabine, separada da casa, traz o recurso), o isolamento térmico foi um fator importante do projeto. Sob a madeira das paredes, há materiais como manta térmica, XPS (um isopor evoluído) e uma chapa fina de alumínio, para evitar umidade.

Veveca motorhome chuveiro - Rafaela Borges/UOL - Rafaela Borges/UOL
Imagem: Rafaela Borges/UOL
As janelas têm vidro escurecido e cortina blackout, caso Leandro e Vivien queiram deixá-las abertas, para ventilação (nesse caso, há mosquiteiros, para evitar a entrada de insetos). A iluminação é feita por LEDs.

Para fornecer energia, foram colocadas no assoalho duas baterias de 240 A cada. Elas são recarregadas por energia solar mas, em caso de emergência, a carga pode ser feita na tomada.

Já para cozinhar e aquecer a água, o casal colocou, também na parte de baixo do veículo, um botijão de gás. Ele alimenta o fogão e um aquecedor a gás convencional, como os de residências.

Exterior

Por fora, o carro recebeu uma pintura especial feita pelo artista Renato Tijo. Ela remete a elementos como água e terra e têm associação com os locais pelos quais a casa sobre rodas vai passar.

Veveca motorhome banco - Rafaela Borges/UOL - Rafaela Borges/UOL
Sobre o teto, há um banco dobrável, acessado por escadas
Imagem: Rafaela Borges/UOL
No teto, há um banco retrátil de madeira. "Para ver o por do sol nos locais que vamos visitar", conta Leandro. Para chegar a esse banquinho, foi colocada uma escada na parte de trás do furgão.

Leandro e Vivien pretendem passar algumas noites em campings, mas essas estruturas não são tão comuns no Brasil como nos EUA e na Austrália, por exemplo. Por isso, de vez em quando vão dormir em postos de combustível de rodovias, e até em vias tranquilas de locais que vão visitar.

Veveca motorhome dianteira - Rafaela Borges/UOL - Rafaela Borges/UOL
Projeto foi montado em um furgão Iveco Daily
Imagem: Rafaela Borges/UOL
E como descobrir onde estão essas vias? Eles contam que há aplicativos colaborativos para viajantes de motorhome, nos quais são compartilhadas essas informações.

Junto com a realização do sonho, Vivien e Leandro também pretendem, nessa jornada, produzir conteúdo para marcas interessadas em associar seus produtos a essa aventura.