PUBLICIDADE
Topo

Por que o Up! TSI é divertido, mas não é um carro esportivo como Sandero RS

Up! TSI anda bem, mas não tem preparação esportiva - Murilo Góes/UOL
Up! TSI anda bem, mas não tem preparação esportiva Imagem: Murilo Góes/UOL
Rafaela Borges

Rafaela Borges é jornalista automotiva desde 2003, com passagens por Carsale e Estadão. Escreve sobre o mercado de veículos, supercarros, viagens sobre rodas e tecnologia.

Colunista do UOL

08/05/2020 04h00

O Up! TSI não nasceu para ser carro esportivo. Foi lançado apenas como uma versão mais potente do carrinho da Volkswagen, com uma opção turbinada de seu primeiro motor, o 1.0 de três cilindros.

Quando lançou o Up! TSI, a Volkswagen focou bastante no fato de que aquele passava a ser um dos carros mais econômicos do Brasil. Isso graças à combinação de turbo com injeção direta de gasolina, tecnologia então inédita no segmento.

Porém, com até 105 cv de potência combinados ao baixo peso, de 950 kg, e ao torque máximo entregue em baixa rotação, o carro é também muito ágil na hora de acelerar. Com uma dirigibilidade bem superior à dos concorrentes - como Kwid e Mobi -, logo caiu nas graças de entusiastas automotivos.

Isso graças a um aspecto inegável: o Up! TSI é um carro extremamente divertido. Atualmente, em fóruns automotivos dedicados ao carro, e também em redes sociais, é comum ver donos, e pessoas que sonham em ter um exemplar desse modelo, se referirem a ele como carro esportivo.

Isso, porém, é uma grande ilusão. O Up!, que como linha de alto volume de vendas não deu certo no Brasil, acabou se transformando, por causa da aptidão divertida, em um carro muito mais voltado ao entusiasta que ao consumidor de carros populares.

A própria Volkswagen o reposicionou assim há cerca de dois anos. Agora, o Up! mais barato sai por R$ 50 mil reais. E nem é aquele que ficou conhecido como TSI. Trata-se da versão com motor 1.0 aspirado, de 85 cv.

Para ter um Up! TSI, o cliente gasta no mínimo R$ 54.890 - em um exemplar zero-km. Os valores são muito acima da realidade do segmento de subcompactos populares, que tem como representantes o Mobi e o Kwid. Esses dois modelos partem de R$ 35 mil.

Por que o Up! TSI não é esportivo

É comum ver donos de Up! TSI fazendo modificações em partes como motor e suspensão de seus carros, para dar a ele um aspecto mais esportivo. Isso, porém, não muda o fato de que o VW é só um carrinho popular que anda bem.

Para ser esportivo, é necessária preparação mecânica. Além do motor mais forte que o da versão de entrada, o Up! TSI não tem nada que o diferencie. Suspensão e direção, por exemplo, são as mesmas da opção mais simples da linha.

Diferentemente do que ocorre com o Polo GTS, também da Volkswagen, que custa cerca de R$ 100 mil. Ou, para ficar em um patamar de preço menos distante do cobrado pelo Up! TSI, com o Renault Sandero RS, por R$ 70.690.

O carro da marca francesa não é só um Sandero com motorzão 2.0. Ele é um carro que anda bem, mas também com mudanças em outras partes mecânicas que o deixaram apto para entregar bom desempenho em pista.

Divertido sim. Esportivo, não

Conversei com alguns colegas sobre a falsa impressão, criada pelo consumidor, de que o Up! TSI é esportivo. Para João Anacleto, do canal "A Roda", o desempenho do Up! é bem parecido com o do Sandero RS em acelerações e retomadas. "Na pista, não. Na pista, o RS mostra os efeitos da mudança."

André Deliberato, do canal "Webmotors", ressalta que isso ocorre por causa da origem diferente dos dois modelos. "O RS é montado para ser um carro para entusiasta. O Up! nunca quis ser isso." Até por isso, o Up! é um modelo mais amigável para usar no dia a dia. O Sandero esportivo é mais desconfortável.

"Se o Up! tivesse rodas de 16", fosse 10 mm mais baixo, usasse câmbio mais curto e permitisse desligar o controle de estabilidade, já daria 70% do salto que o RS deu em relação à versão 'civil'", opina Anacleto.

O mais correto, portanto, é chamar o Up! TSI de carro divertido. Esportivo, jamais. Seus donos podem tentar mudar essa realidade com alterações no motor e suspensão rebaixada. Mas isso pode ser feito em qualquer carro.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que foi informado, o rival do VW Up! é o Renault Kwid, não o Nissan Kicks. A informação foi corrigida

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.