PUBLICIDADE
Topo

Mora nos Clássicos

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Porsche 911 que foi de Maradona vai a leilão e pode chegar a R$ 1,3 milhão

Rodrigo Mora

O blog Mora nos Clássicos contará as grandes histórias sobre as pessoas e os carros do universo antigomobilista. Nesse percurso, visitará museus, eventos e encontros de automóveis antigos - com um pouco de sorte, dirigirá alguns deles também.

Colunista do UOL

13/02/2021 07h00

(SÃO PAULO) - Quando Diego Maradona morreu, em 25 de novembro do ano passado, pipocaram listas com carros que teriam pertencido ao futebolista argentino: Ferrari Testarossa, Porsche 924, Mini Cooper, BMW M4...

Esqueceram de mencionar um Porsche 911 Carrera 1992, que agora segue para leilão entre os dias 3 e 10 de março, durante o Les Grand Marques Du Monde à Paris Sale, na França. Segundo a Bonhams, responsável pela oferta, os lances ficarão entre 150.000 e 200.000 euros (R$ 980 mil e R$ 1,3 milhão).

911 Mara fr - Bonhams / Divulgação  - Bonhams / Divulgação
Imagem: Bonhams / Divulgação

Ainda de acordo com a Bonhams, o esportivo fora entregue a Maradona em novembro de 1992. "O Porsche era uma visão regular para os fãs em seu trajeto de ida e volta para os treinos. Também provou que o pé direito de Maradona era tão dominante no carro quanto o esquerdo na bola, visto que ele foi parado por policiais por arrancar em um sinal vermelho e chegar a 180 km/h no centro da cidade", conta a Bonhams.

911 Mara tras - Bonhams / Divulgação  - Bonhams / Divulgação
Imagem: Bonhams / Divulgação

Mas, no ano seguinte, o craque trocou o Sevilla pelo Newell's Old Boys e o 911 foi parar na garagem de um colecionador espanhol, que o manteve por 20 anos antes de vendê-lo. Ao último proprietário o 911 chegou em 2016. Agora novamente à venda, marca 122.741 quilômetros no odômetro.

911 Mara od - Bonhams / Divulgação  - Bonhams / Divulgação
Imagem: Bonhams / Divulgação

Geração 964

A fase do 911 de Maradona durou de 1989 a 1993 e marcou a estreia da tração integral (que por padrão transmitia eletronicamente 31% da força para o eixo frontal e 69% para o traseiro) e do câmbio Tiptronic em um 911. Embora mantivesse a essência e o estilo dos exemplares anteriores, a geração 964 era composta por 85% de peças novas na versão Carrera 4.

911 Mara motor - Bonhams / Divulgação  - Bonhams / Divulgação
Imagem: Bonhams / Divulgação

O motor era um 3.6 de seis cilindros e 250 cv. Em 1990 chegou o Carrera 2, apenas com tração traseira; a versão Turbo estreou em 1991.

911 Mara int - Bonhams / Divulgação  - Bonhams / Divulgação
Imagem: Bonhams / Divulgação

Deste Carrera 2 Convertible Works Turbo Look (ou seja, com visual da versão Turbo) fizeram apenas 1.200 exemplares, segundo a casa de leilões.

911 Mara perfil - Bonhams / Divulgação  - Bonhams / Divulgação
Imagem: Bonhams / Divulgação