PUBLICIDADE
Topo

Infomoto

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Superbike usada por Alex Barros no Mundial está à venda por R$ 800 mil

Piloto brasileiro disputou a temporada 2006 do World SBK, a única em sua longa carreira na motovelocidade - Divulgação
Piloto brasileiro disputou a temporada 2006 do World SBK, a única em sua longa carreira na motovelocidade Imagem: Divulgação
Conteúdo exclusivo para assinantes
Arthur Caldeira

Arthur Caldeira, jornalista e motociclista (necessariamente nessa ordem) fundador da Agência INFOMOTO. Mesmo cansado de ouvir que é "louco", anda de moto todos os dias no caótico trânsito de São Paulo.

Colunista do UOL

16/12/2021 04h00

A Honda CBR 1000RR pilotada por Alexandre Barros na temporada 2006 do Campeonato Mundial de Superbike está à venda. A superesportiva está anunciada em um site inglês de classificados, especializado em motos de corrida, por 110 mil libras, ou cerca de R$ 830 mil.

De acordo com o anúncio, trata-se do único exemplar da Superbike restante e nunca foi utilizado depois que o piloto brasileiro terminou a prova no circuito francês de Magny-Cours, última etapa da temporada 2006.

Naquele ano, Barros disputou sua única temporada no Campeonato Mundial de Superbike, pela equipe Klaffi Honda. O maior piloto brasileiro da motovelocidade terminou na sexta posição na classificação geral, depois de subir ao pódio seis vezes, incluindo uma vitória na primeira bateria disputada em Ímola, na Itália.

Alex Barros no Mundial de Superbike - Divulgação - Divulgação
Barros venceu a primeira bateria em Ímola, em 2006, e tornou-se primeiro sul-americano a vencer no Mundial de Superbike
Imagem: Divulgação

A CBR 1000RR ostentava as cores amarela e verde da bandeira brasileira na carenagem e o tradicional numeral 4, usado diversas vezes por Barros. Preparada para o Mundial de Superbike, categoria na qual participam motos de série, a superesportiva tem motor de quatro cilindros, 998 cc, e usa um quadro em alumínio. Os freios são da grife Brembo e o sistema de escapamento, da Akrapovic.

Uma raridade, digna de colecionadores endinheirados. Caso algum brasileiro se interesse pela Superbike verde e amarela, vale lembrar, que o valor, superior a R$ 800 mil, não inclui as despesas com frete e impostos, uma vez que a moto está no Reino Unido.