PUBLICIDADE
Topo

Coisa de Meninos Nada

Direção progressiva: veja tecnologia que reduz risco de acidente na estrada

Conteúdo exclusivo para assinantes
Thais Roland

Thais Roland é técnica em Manutenção Automotiva e apaixonada pela graxa. Com seu canal no YouTube 'Coisa de Meninos Nada', busca informar, orientar e dar suporte em relação a dúvidas e neuras sobre o mundo dos carros

Colunista do UOL

14/09/2021 04h00

Olha só que legal essa dúvida que chegou para mim. Até agora, eu quase não falei sobre o sistema de direção, então tenho uma ótima oportunidade para começar.

O leitor Vinicius me escreveu perguntando o que é direção progressiva no carro, que um vendedor de automóveis tanto elogiou, mas não soube explicar como funciona. A resposta é tão simples que eu posso usar um pouco do tempo do vídeo falando sobre os tipos de assistência à direção hoje disponíveis no mercado.

Quem nunca dirigiu um carro com direção mecânica precisa ter essa experiência no currículo. Acredito, piamente, que é um dos fatores que confere habilidade ao condutor, ou, no mínimo, fortalece os músculos dos braços.

Um carro sem nenhum tipo de assistência requer que você saiba lidar com ele não se matar em uma manobra. Quanto mais rápido o carro anda, mais leve a direção fica. Mais fácil de fazer manobras. Então, quando você faz baliza com um carro sem qualquer tipo de assistência, o ideal é girar o volante enquanto o veículo se movimenta, nem que seja um pouquinho só. Já vai ficar mais fácil.

As assistências vieram para resolver essa dificuldade. Seja hidráulica, elétrica ou uma mistura das duas coisas, um carro com direção assistida tem a direção muito mais levinha. Você consegue girar o volante, mesmo com o carro completamente parado, quase sem nenhuma dificuldade. Resolve seu sofrimento durante a baliza, mas essa facilidade cria outro problema.

Lembram que eu disse que a direção vai ficando mais leve conforme a gente aumenta a velocidade? Pois é... Se ela já é muito leve o tempo todo, quando você está na estrada, pode sentir o carro "saindo da sua mão". A galera dos carros antigos gosta de chamar esse fenômeno de "passarinhar", porque eram esses carros que tinham esse problema.

O grande risco aqui é que a direção fica tão leve que você pode mesmo perder o controle do carro se precisar fazer uma manobra mais brusca. Pronto! Chegamos ao ponto! É aqui que entra a direção progressiva, tão importante para o vendedor do carro do Vinicius.

A progressividade da direção é um recurso que permite a variação da assistência. Então, quando a gente está fazendo uma manobra e o sistema entende que estamos quase parados, ele deixa a direção bem leve. Conforme a velocidade do carro vai aumentando, o sistema vai, progressivamente, enrijecendo o volante para que você tenha segurança ao fazer manobras o tempo todo.

Daí você pergunta: todo carro tem isso, Thais?

Não! Bom... Se o seu carro tiver direção hidráulica, mas for muito antigo... talvez não. Mesmo o sistema hidráulico de assistência já conta com uma válvula que trabalha a progressividade. Mas, atualmente, a direção progressiva já é proporcionada por meio da eletrônica, especialmente nos carros com sistema de direção eletro-hidráulicos e, obviamente, nos com sistema puramente elétrico.

Essa tecnologia é vital para a segurança. Portanto, se você puder escolher um carro com direção progressiva, será uma sábia decisão. Agora... se eu puder dar um pitaco... escolha o sistema puramente elétrico. Além de a direção ser mais leve, esse tipo de assistência é mais simples e isso deixa a manutenção muito mais tranquila. Além disso, é um sistema que não rouba potência do motor do seu carro, então não afeta o consumo de combustível.

Dúvida sanada? Deixem aqui nos comentários o que mais vocês querem saber a respeito de direção ou de qualquer outro assunto relacionado à mecânica de automóveis.