PUBLICIDADE
Topo

Coisa de Meninos Nada

Suspensão: como identificar desgaste nos componentes de borracha

Thais Roland

Thais Roland é técnica em Manutenção Automotiva e apaixonada pela graxa. Com seu canal no YouTube 'Coisa de Meninos Nada', busca informar, orientar e dar suporte em relação a dúvidas e neuras sobre o mundo dos carros

Colunista do UOL

26/01/2021 13h13

Você já ouviu falar de coxim, bucha, batente e coifa? Pois é? se não conhece, é bom assistir à dica de hoje com atenção, pois esses componentes podem fazer muita diferença no tempo de vida do seu sistema de suspensão. E como já disse que a manutenção desse sistema é uma parte cara no carro, quanto mais cuidarmos, melhor.

Todos os componentes de borracha da suspensão têm a função de amenizar vibrações e suportar impactos. Isso é muito importante, já que os demais componentes são fabricados em metal e a borracha garantirá um trabalho mais suave entre essas peças.

A Nakata nos ajudou a entender como perceber problemas de desgaste nesses componentes e alerta sobre ruídos na parte inferior do carro e vibrações no câmbio. Esses sintomas podem ser relacionados a sinais de comprometimento dos coxins.

Buchas e coxins dos amortecedores também podem gerar ruídos conforme se desgastam, além de folgas na fixação. As buchas absorvem os impactos e evitam o atrito de ferro com ferro, enquanto os coxins dos amortecedores isolam a carroceria de vibrações e ruídos devido a imperfeições no solo.

E falando em amortecedores, temos o batente, que também precisa de atenção. Em alguns carros ele não é de borracha, mas também tem a função de absorver impactos no fim de curso da mola.

Coifas são peças de borracha feitas para manter a graxa dentro e a sujeira fora dos sistemas que precisam desse tipo de lubrificação. Se você nota graxa nas rodas e para-lamas, pode estar com uma coifa rasgada.

A Nakata conclui reforçando que devemos ficar atentos aos ruídos na parte inferior do carro e checar, periodicamente, as borrachas que podem ressecar, rasgar ou ter pequenas fissuras.

Acrescento ainda um item nessa dica. Quando ouvir barulhos e levar o carro para a oficina, fique atento a como o mecânico testará seu carro. O melhor é sempre na rua, fazendo um percurso que coloque a suspensão para funcionar completamente.

Testar o carro no elevador pode ser um problema. Às vezes o ruído desaparece quando o sistema de suspensão não tem carga, ou seja, não tem o peso do carro sobre as rodas. Aí parece que está tudo bem e, quando o carro volta a colocar as patinhas no chão e rodar, o ruído ressurge.

Preste atenção nas situações em que ouve o barulho e tente reproduzir isso quando for mostrar para o seu mecânico dando uma volta com ele.

Achou a dica bacana? Converse comigo pelos comentários deixando sua sugestão de tema para a coluna.