PUBLICIDADE
Topo

Amortecedores: devo trocá-los após certo tempo mesmo rodando pouco?

Thais Roland

Thais Roland é técnica em Manutenção Automotiva e apaixonada pela graxa. Com seu canal no YouTube 'Coisa de Meninos Nada', busca informar, orientar e dar suporte em relação a dúvidas e neuras sobre o mundo dos carros

Colunista do UOL

23/06/2020 04h00

Após minha última coluna sobre amortecedores, um dos leitores levantou uma questão pertinente. Ele diz ter um carro que roda pouco e pergunta se a troca dos amortecedores está vinculada apenas à quilometragem ou também ao tempo de vida do veículo.

Quem responde esta questão é o Juliano Caretta, supervisor de treinamentos da Monroe. Ele afirma que a troca dos amortecedores está condicionada ao uso do automóvel e reforça que, em boas condições de utilização, a peça vai durar um pouco mais.

Ele lembra também que, como é um componente relacionado à segurança do veículo, substituições preventivas são recomendadas.

A sugestão da Monroe em relação às revisões periódicas é realizá-las a cada 10 mil km, para carros que andam bastante, e de 15 mil a 20 mil km, para veículos que rodam pouco.

Não curto muito esse tipo de recomendação. Sempre prefiro orientá-los a verificarem o que o manual do proprietário diz a respeito dos períodos de manutenção, já que eles podem variar de acordo com o carro. Conhecer o manual e o caderno de manutenção é essencial para cuidarmos bem dos nossos possantes.

Além disso, alguns desses parâmetros podem mudar conforme dirigimos nossos carros. Legal mesmo é ter um "Meu Querido Diário" do nosso veículo e fazer um plano de manutenção personalizado.

Espero ter sanado a dúvida e, por favor, continuem mandando suas considerações nos comentários.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.