Topo

Coluna

Coisa de Meninos Nada


Pastilhas de freio: como funciona e quando é a hora certa de trocá-las

Thais Roland

Thais Roland é técnica em Manutenção Automotiva e apaixonada pela graxa. Com seu canal no YouTube 'Coisa de Meninos Nada', busca informar, orientar e dar suporte em relação a dúvidas e neuras sobre o mundo dos carros

Colaboração para o UOL

12/11/2019 04h00

As decorações de Natal já estão por toda parte, então também já é hora de pensar nos itens que devemos prestar atenção em nosso carro para viajar em segurança nas festas de fim de ano e nas férias de verão.

Como já ensinei por aqui como verificar o nível de fluido de freio, nesta coluna vou falar um pouco sobre as pastilhas e sobre como fazer a manutenção correta.

De início, reforço a importância de verificar o nível toda semana, mas sem completar nada. Se olharem o nível do óleo do freio e perceberem que ele está abaixo do mínimo, corra para a oficina! Aliás, corra não! Vá bem devagar, pois é provável que você tenha um vazamento no sistema - o que é extremamente perigoso.

Thais Roland/UOL
Imagem: Thais Roland/UOL

Se você verificar que o nível está próximo do mínimo, mas ainda acima dele, a indicação é de que provavelmente está na hora de trocar as pastilhas de freio. Conforme esse componente se desgasta, o óleo de freio tem que aproximá-lo do disco, fazendo o nível diminuir um pouquinho.

Como verificar as pastilhas de freio

Se seu carro tem aquelas rodas bonitonas, com desenhos irados e grandes aberturas, é simples: basta olhar através destas aberturas e ver como estão as pastilhas. No caso de rodas fechadinhas não tem jeito: precisa tirar uma e observar.

Aqui temos um sistema de freios a disco, que é o que você encontra quando tira a roda dianteira do seu carro.

Thais Roland/UOL
Imagem: Thais Roland/UOL

Essa aqui é a pastilha da frente (tem outra atrás).

Thais Roland/UOL
Imagem: Thais Roland/UOL

Essa é uma pastilha de freio nova. Perceba que ela tem uma carcaça de ferro e a parte do material de desgaste, que é bem gordinho.

Thais Roland/UOL
Imagem: Thais Roland/UOL

Essa é uma pastilha de freio trocada na época certa. Perceba que o material de desgaste está quase da mesma altura da carcaça de ferro. Nesse ponto, o fluido de freio está perto do mínimo no reservatório. Quando substituímos a pastilha por uma nova, gordinha, o nível de fluido volta pro normal, perto do máximo.

Thais Roland/UOL
Imagem: Thais Roland/UOL


Não devemos completar fluido de freio justamente por isso. Ele é nosso parâmetro de desgaste. Mas é muito importante trocar o fluido todo nas manutenções preventivas previstas no manual do carro, já que o óleo de freio absorve água ao longo do tempo e pode causar corrosão no sistema.

Continue cuidando de seu carro para que ele cuide de você também! E não se esqueça de deixar seu comentário com sugestão, observação, dúvida, crítica, o que quiser!

Tabela Fipe

Você sabe quanto variou o preço do seu carro nos últimos meses?

Errata: o texto foi atualizado
A foto da pastilha de freio usada estava invertida com a nova. As imagens foram corrigidas.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Coisa de Meninos Nada