PUBLICIDADE
Topo

Caçador de Carros

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Para esquecer os SUVs: 5 sedãs usados de até R$ 80 mil para ter na garagem

Divulgação
Imagem: Divulgação
Conteúdo exclusivo para assinantes
Felipe Carvalho

Felipe Carvalho é administrador de empresas, consultor e primeiro "caçador de carros" profissional do país. Seu canal no YouTube dedicado a avaliações de achados automotivos tem mais de 100 mil inscritos. www.youtube.com/CarrosdoPortuga

Colunista do UOL

19/08/2021 04h00

Ao contrário do que alguns pensam, não sou contra os carros zero-quilômetro. É graças aos veículos novos que o mercado de usados existe e, com isso, os bons negócios que sempre gosto de apresentar ao leitor. Mas as comparações são inevitáveis e, por isso, traço paralelos.

Algumas pesquisas indicam que o ticket médio do mercado de novos está na casa dos R$ 80 mil. O valor é alto e não parece refletir a realidade financeira da maioria dos brasileiros. Mas basta algumas pesquisas nos sites dos fabricantes para identificar que vários modelos de entrada são oferecidos por esse preço.

Volkswagen Polo 1.6 automático, Fiat Argo Trekking 1.3, Chevrolet Onix LTZ e Hyundai HB20 Vision 1.6 manual são alguns exemplos de carros novos na casa dos R$ 80 mil.

Gosto de todos esses carros, mas dificilmente aceitaria pagar tão caro por eles. Olho para o mercado de usados e me deparo com opções bem mais interessantes.

Na coluna dessa semana resolvi listar algumas dessas opções focando na categoria dos sedãs médios, a minha favorita:

Kia Cerato SX 2019

Novo Kia Cerato no Salão de Detroit - Murilo Góes/UOL - Murilo Góes/UOL
Imagem: Murilo Góes/UOL

O mais novo da lista é um dos mais esquecidos. A Kia tem pouca participação no mercado, mas ninguém questiona a qualidade de seus carros. No caso do Cerato, trata-se de um sedã com 4,56 metros de comprimento e porta-malas de 421 litros. Utiliza o mesmo motor 1.6 e transmissão automática de seis marchas do Hyundai HB20, o que certamente facilita a manutenção.

O modelo 2019 é o último da antiga geração, mas na minha opinião é mais bonito que a atual. Infelizmente fica devendo na lista dos equipamentos de segurança, mas o amplo espaço interno e o fato de ter apenas dois anos de uso faz do Cerato usado uma opção bem mais atraente que de carros novos mais simples.

Nissan Sentra SL 2018

Nissan Sentra SL CVT 2017 - Murilo Góes/UOL - Murilo Góes/UOL
Imagem: Murilo Góes/UOL

Uma das melhores opções dessa lista, o Sentra impressiona pela lista de equipamentos de segurança. São seis airbags, controles de estabilidade e tração, alertas de ponto cego e de colisão nessa versão SL, a mais completa do modelo. Ele ainda conta com banco elétrico, teto solar e sistema de som da Bose, ou seja, é quase um carro de luxo entre os médios.

Espaçoso, tem 4,63 metros de comprimento e porta-malas de 503 litros. O motor 2.0 com transmissão automática do tipo CVT está adequado para a proposta do modelo, mesmo que muitos gostariam de ver um motor turbo nele. Se não é o motor dos mais modernos, pelo menos é confiável e robusto, pontos valorizados no mercado de usados.

Chevrolet Cruze LT 2018

Chevrolet Cruze Turbo LTZ 2017 - Murilo Góes/UOL - Murilo Góes/UOL
Imagem: Murilo Góes/UOL

Já no caso do Cruze, o motor 1.4 turbo é um dos seus principais atrativos e faz dele o turbinado mais novo dessa lista. Para os que buscam eficiência energética, esse Chevrolet tem ótimo desempenho e baixo consumo de combustível.

A versão LT é a de entrada, mas não faz feio de quesito segurança com quatro airbags, além de controles de estabilidade e tração de série. Tem 4,66 metros de comprimento e 440 litros de porta-malas.

Hyundai Elantra 2018

Hyundai Elantra - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Assim como seu irmão Cerato, o Elantra não é dos mais lembrados quando falamos de sedãs médios, mas também tem muitas qualidades. Com 4,57 metros de comprimento e porta-malas de 407 litros, é bem mais espaçoso que um HB20S novo, que custa quase R$ 100 mil quando equipado com transmissão automática.

O motor 2.0 é forte, com 167 cv de potência, e a transmissão automática tem seis marchas. Nessa versão de entrada, fica devendo os controles de estabilidade e tração, mas tem os seis airbags.

Toyota Corolla GLi 2018

Corolla - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

O líder do segmento dos sedãs médios demorou bastante para receber alguns importantes equipamentos de segurança. A Toyota corrigiu isso no modelo 2018, quando todos os Corollas passaram a ter sete airbags, além de controles de estabilidade e tração de série. Entretanto, sua boa fama faz com que seja um carro caro.

Para essa lista, somente a versão de entrada pode ser considerada. Ele é bem simples, ainda mais quando comparado com o Sentra aqui citado. Mas comprador de Corolla não se preocupa muito com isso, pois sabe que é dos carros que menos desvalorizam no mercado - por isso é o ideal para os que não querem perder tanto na revenda.

Com 4,62 metros de comprimento e porta-malas de 470 litros, o Corolla GLi 2018 é equipado com motor 1.8 e transmissão automática do tipo CVT.

Honda Civic EXR 2016

Honda Civic EXR 2016 - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Numa lista de sedãs médios, o Civic não poderia ficar de fora. Assim como o Corolla, tem boa reputação no mercado e, com isso, seus preços são mais altos. Com cerca de R$ 80 mil, fica difícil pensar na atual geração, que começou em 2017 e tem preços que passam dos R$ 90 mil.

Com isso, tive que considerar o último ano da geração anterior, na versão mais completa, a EXR, essa sim dentro do orçamento proposta na lista. Com 4,52 metros de comprimento e porta-malas de 449 litros, é o menor sedã da lista, mas ninguém discute que é da categoria dos médios.

Nessa versão, conto com seis airbags, controles de estabilidade e tração, teto solar e multimídia com espelhamento de celular. O motor é o mesmo 2.0 utilizado ainda hoje, mas com a antiga transmissão automática de cinco marchas.

Volkswagen Jetta Highline 2016

Volkswagen Jetta 2016 - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Lobo em pele de cordeiro, o Jetta Highline é disparado o carro com melhor desempenho dessa lista. Conta com o forte motor 2.0 turbo com 211 cv, junto com a rápida transmissão automatizada de dupla embreagem com seis marchas. Mas não é um carro para qualquer um, já que esse conjunto tecnológico tem manutenção bem mais onerosa que de seus principais concorrentes.

Com 4,65 metros de comprimento e porta-malas de 510 litros, tem pacote completo de segurança, com seis airbags, controles de estabilidade e tração. Difícil mesmo é precificar um Jetta, devido aos vários pacotes de opcionais disponíveis.

Bom para o comprador, que tem poder de barganha para tentar pagar o valor mais próxima da Tabela Fipe por um Jetta com pacote mais completo, que pode incluir teto solar, banco elétrico e faróis de xenônio.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL