PUBLICIDADE
Topo

Caçador de Carros

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

10 carros usados com câmbio automático até R$ 60 mil odiados por mecânicos

Desde a linha 2019, Volkswagen Gol (foto) e Voyage podem ser adquiridos com transmissão automática de seis velocidades e motor 1.6 16v aspirado - Divulgação
Desde a linha 2019, Volkswagen Gol (foto) e Voyage podem ser adquiridos com transmissão automática de seis velocidades e motor 1.6 16v aspirado
Imagem: Divulgação
Conteúdo exclusivo para assinantes
Felipe Carvalho

Felipe Carvalho é administrador de empresas, consultor e primeiro "caçador de carros" profissional do país. Seu canal no YouTube dedicado a avaliações de achados automotivos tem mais de 100 mil inscritos. www.youtube.com/CarrosdoPortuga

Colunista do UOL

05/08/2021 04h00Atualizada em 06/08/2021 11h26

Os carros com transmissão automática estão cada vez mais presentes no nosso mercado. Zero-quilômetro, as opções de entrada já estão na faixa de R$ 80 mil.

Naturalmente, essa não é uma objeção para aqueles que não fecham os olhos para o mercado de usados. Com carros disponíveis para todos os gostos e bolsos, é possível fazer excelentes negócios.

Mas entendo que nem sempre o comprador tem condições de manter um carro automático, já que, em boa parte das vezes, as alternativas disponíveis são de categorias superiores, com custos de manutenções e seguro mais altos.

Para esses, o ideal é que escolham modelos de entrada equipados com esse tipo de transmissão. Até pouco tempo, isso não era possível. Contudo, na primeira metade da década passada, carros mais simples passaram a receber transmissões automáticas em algumas versões. Agora, eles passam a ser mais acessíveis no mercado de usados.

Na coluna desta semana, vou listar as melhores opções de carros automáticos com baixo custo de manutenção e que cujos preços se encontram entre R$ 50 mil e R$ 60 mil.

São veículos que dificilmente dão problema, especialmente no que se refere à transmissão. Por isso mesmo, dá para dizer que são "odiados" pelos mecânicos.

É sempre bom lembrar que eu nem considero os automatizados nas minhas listas, ainda mais quando não faltam opções de verdadeiros automáticos.

Chevrolet Onix e Prisma

Chevrolet Onix - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Sucesso de vendas no mercado de novos, a dupla Onix e Prisma também é das mais desejadas no entre os automóveis usados e seminovos.

Desde o modelo 2014, ambos passaram a oferecer como opcional a transmissão automática de seis marchas nas versões com motor 1.4.

Na ocasião, muitos criticaram a insistência no antigo motor 1.4, mas a aplicação se mostrou certeira, já que o brasileiro valoriza modelos com simplicidade mecânica e baixo custo de manutenção. Com isso, são ótimas opções no mercado de usados para quem não quer ter surpresas.

Na faixa entre R$ 50 mil e R$ 60 mil, é possível escolher um desses dois, entre os anos de 2016 e 2018.

Toyota Etios hatch e sedã

Toyota Etios 2021 - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

O Etios saiu de linha, o que é uma pena para os fãs do modelo. Logo que foi apresentado, a maioria torceu o nariz para o design antiquado. No entanto, as qualidades mecânicas foram se evidenciando ao longo dos anos e o brasileiro aprendeu a admirar o que o compacto da Toyota tem de bom.

Na linha 2017, os motores 1.3 e 1.5 passaram por melhorias, os mostradores analógicos foram substituídos por painel digital e a transmissão passou a ter opção automática - trata-se da mesma caixa de quatro marchas que era utilizada no Corolla.

O mais barato dos Etios automáticos é a versão X do modelo 2017, que está exatamente na faixa dos R$ 50 mil, com carroceria hatch e motor 1.3. Entre esse valor e os R$ 60 mil, são várias as opções nas duas carrocerias.

A que chega no limite desse orçamento é a versão Platinum sedã modelo 2018, a mais completa do Etios, com equipamentos interessantes como controlador de velocidade e multimídia.

Nissan March e Versa

Nissan Versa V-Drive - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Assim como o Toyota Etios, os modelos de entrada da Nissan também receberam transmissão automática em 2017. Tanto March quanto Versa ganharam a ótima caixa do tipo CVT nas versões com motor 1.6.

O conjunto é ótimo. Diferentemente do que alguns ainda imaginam, tem baixo custo de manutenção, além de baixo consumo de combustível.

Um Nissan March SL CVT 2017, a versão mais completa do hatch, está na faixa dos R$ 50 mil e entrega mimos como multimídia com câmera de ré e ar-condicionado automático.

No caso do Versa, sedã campeão de espaço no banco traseiro, a versão Unique do modelo 2018, a mais completa, chega na faixa dos R$ 60 mil.

Hyundai HB20 e HB20S

Hyundai HB20 Sense - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Um dos pioneiros dos modelos de entrada com transmissão automática, o HB20 sempre disponibilizou essa comodidade como opcional nas versões com motor 1.6.

Os mais desejados são os carros a partir da linha 2016, que receberam a caixa de seis marchas no lugar da anterior, com apenas quatro velocidades. Com isso, o consumo de combustível passou a ser bem mais amigável.

A versão Comfort Plus 2016 do HB20 fica entre R$ 52 mil e R$ 55 mil. Já o sedã HB20S, na mesma versão, mas um ano mais novo, chega nos R$ 60 mil.

Volkswagen Gol e Voyage

Volkswagen Voyage - Simon Plestenjak/UOL - Simon Plestenjak/UOL
Imagem: Simon Plestenjak/UOL

Levou décadas para o VW Gol ter a disponibilidade de transmissão automática. Foi somente na linha 2019 que isso foi possível, para ele e para o Voyage.

Junto com o fantástico motor 1.6 16v, a caixa de seis marchas caiu como uma luva.

O custo de manutenção dos dois é reconhecidamente baixo.

O Gol automático 2019 tem preços entre R$ 56 mil e R$ 59 mil. Já o Voyage do mesmo ano encosta nos R$ 60 mil. São os modelos mais novos desta lista, portanto têm maiores chances de ser encontrados com bom estado de conservação e baixa quilometragem.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL