Topo

Coluna

Caçador de Carros


Apertado para um 0 km? Veja 14 bons carros usados em torno de R$ 40 mil

Murilo Góes/UOL
Volkswagen Fox Highline 2015 Imagem: Murilo Góes/UOL
Felipe Carvalho

Felipe Carvalho é administrador de empresas, consultor e primeiro "caçador de carros" profissional do país. Seu canal no YouTube dedicado a avaliações de achados automotivos tem mais de 100 mil inscritos. www.youtube.com/CarrosdoPortuga

2019-05-31T07:00:00

31/05/2019 07h00

Resumo da notícia

  • Opções entre usados neste valor parecem mais vantajosas do que um 0km
  • Há uma lista que engloba até 4x4 e SUV para os querem mais conforto

Quarenta mil reais! Eu me lembro muito bem do valor dessa quantia em meados dos anos 1990. Um tio, irmão do meu pai, pagou exatamente isso em um Alfa Romeo 155 Elegante "zero quilômetro". Esse belo sedã com alma esportiva tinha mimos como ar condicionado digital, teto solar e um hipnotizante painel com detalhes em madeira, inclusive no aro do volante!

Se você, assim como eu, viveu bem essa época, talvez também não consiga engolir o preço dos atuais carros de entrada, que rondam esses mesmos R$ 40 mil. Parece irracional comparar preços de carros com tanta diferença de idade, e na verdade é mesmo. Claro que temos que considerar a inflação de lá para cá. Mas eu confesso: sempre que surge um assunto com carros de R$ 40 mil, lembro da Alfa Romeo do meu tio.

Isso faz com que eu dê ainda mais valor ao meu dinheiro e me recuse a pagar tanto por veículos tão simples. Qual é a solução para isso? Claro que é o mercado de usados!

E digo mais: só os usados para atenderem as mais variadas necessidades, pois se você quer um carro novo de R$ 40 mil, não vai conseguir fugir de um pequeno hatch com motor 1.0 e câmbio manual.

Portanto, você que está prestes a fechar negócio em um carro novo de R$ 40 mil, não deixe de considerar umas dessas opções de usados que separei...

... se você precisa de um carro pequeno com câmbio manual

Hatchs pequenos com câmbio manual são os carros mais vendidos no Brasil há anos. Talvez essa preferência não seja por gosto, mas sim uma necessidade por conta de um orçamento limitado. O público dessa categoria quer carros simples, de baixa e barata manutenção, eficientes e com boa liquidez. Para atender essas exigências, nada melhor que modelos de entrada, mas em suas versões mais completas. Se no mercado de novos, eles encostam nos preços dos carros médios, no de usados custam até mais baratos que seus similares novos, porém "pelados".

Reprodução/Carplace/UOL
Imagem: Reprodução/Carplace/UOL
Fiat Uno Sporting 2017 -

Um dos melhores Unos de todos os tempos, a versão Sporting de 2017 ganhou o eficiente motor FireFly. O pequeno 1.3 de 8 válvulas tem inacreditáveis 109 cv quando abastecido com álcool. Anda muito e gasta pouco, sendo hoje um dos motores mais eficientes do Brasil. E por ter concepção simples, será sempre um queridinho no mercado de usados. Eu escolhi a Sporting por conta da decoração externa de bom gosto, mas também tem a Way para os que gostam de estilo aventureiro. A tabela Fipe do Sporting está na casa dos R$ 42 mil, mesmo preço do pequeno Mobi Like, ainda com o antigo motor Fire Evo.

Murilo Góes/UOL
Imagem: Murilo Góes/UOL
VW Fox Highline 2015 -

A Volkswagen tem focado bastante nos modernos motores com injeção direta e turbo, disponíveis em quase todos os modelos. Mas também tem na sua prateleira um excelente 1.6 aspirado, com 16 válvulas. Esse motor faz a festa em carros leves como o Gol e o Fox, mas aqui eu escolhi o segundo, que é um pouco mais espaçoso e refinado. Nessa versão Highline, que tem Fipe de R$ 40 mil, é possível levar até teto solar como opcional. O câmbio tem 6 marchas e contribui para o baixo consumo de combustível. Não tem nenhum VW "zero quilômetro" com preço próximo disso.

Murilo Góes/UOL
Imagem: Murilo Góes/UOL
Ford Fiesta Titanium 2015 -

Ele piorou quando deixou de ser mexicano, mas ainda assim, o "New" Fiesta é bem interessante em sua versão Titanium. Estão lá os 7 airbags e os controles de estabilidade e tração, itens de segurança improváveis na categoria. O Titanium com câmbio manual é o mais prazeroso de se guiar dos Fiestas, que consegue ótimas médias de consumo de combustível. Na Fipe, os R$ 43 mil do modelo não são capazes de comprar nem mesmo o mais barato entre as versões do Ford Ka, que nem rádio tem.

... se você precisa de um carro para o dia a dia

Muitos motoristas passam boas horas do dia travados em congestionamentos. Esses guerreiros precisam basicamente de duas coisas: ar condicionado e câmbio automático. Se levarmos em conta o alto custo do combustível, um carro econômico ajuda a minimizar o preço que se paga por ficar parado com o motor ligado. No mercado de usados, temos dois modelos com praticamente a mesma idade:

Divulgação
Imagem: Divulgação
Toyota Etios 1.3 X 2017 -

Eu nunca curti o visual do Etios. Na verdade, eu e mais alguns milhões de amantes de carros. Ele nasceu estranho, mas com uma qualidade inegável. Para o modelo 2017, a Toyota passou a oferecer o antigo câmbio automático de 4 marchas que vinha no Corolla. Antiquado, porém robusto, caiu como uma luva no pequeno hatch. O mais simples vem com motor 1.3 e os principais equipamentos de conforto e comodidade com destaque para o controlador de velocidade. Com R$ 44 mil no bolso, valor da sua Fipe, não se consegue nada num "show room de zero quilometro" da Toyota.

Divulgação
Imagem: Divulgação
Nissan March SV 2017 -

Bem mais agradável de se ver, o pequeno Nissan é mais completo que o Etios X, mesmo na versão intermediária SV, que tem Fipe de R$ 45 mil. Porém, basta consultar os classificados para ver que dá para pagar até menos do que isso na versão mais completa SL, que conta com itens interessantes como ar condicionado automático e central multimídia, além do ótimo motor 1.6 de 16 válvulas, que faz do March um carro mais veloz do que você imagina. O câmbio CVT é mais moderno que o do Etios, portanto é uma compra até melhor. Porém, sua liquidez não é a mesma do pequeno hatch da Toyota.

... se você precisa de um sedã estradeiro

Aqueles que costumam cruzar longas distâncias com frequência, certamente priorizam carros confortáveis para esse fim. E nada como um bom sedã estradeiro, que ofereça bancos confortáveis e boa posição para dirigir. Itens de segurança como controles de estabilidade e tração são bem-vindos, já o tipo de câmbio fica a critério do gosto de cada um. Separei dois carros, um automático e outro manual:

VINICIUS PEREIRA/Folhapress
Imagem: VINICIUS PEREIRA/Folhapress
Renault Fluence Privilege 2013 -

O mais completo dos Fluences surpreende pelos itens de conforto, comodidade e segurança. Quem tem um, sabe que pode passar longas horas na estrada que não vai se cansar. Infelizmente ele saiu de linha, e a imagem da Renault nessa categoria não é das melhores. Isso faz com que sua liquidez não seja boa, mas a boa notícia é que faz dele um carro muito barato por tudo que oferece. Se a ideia for usar por um bom tempo, sem a preocupação da revenda, é uma compra bem racional. E aos desavisados, saibam que seu conjunto de motor e câmbio é o mesmo do robusto Nissan Sentra. Para comprar um sedã novo tão recheado quanto o Fluence, prepare para pagar mais que o dobro de sua Fipe, que está em torno de R$ 43 mil.

Chevrolet Cruze LT manual 2012 -

Em uma viagem, o carro passa a maior parte do tempo na última marcha. Poucas trocas são exigidas, portanto os motoristas estradeiros até que apreciam bastante os carros com câmbio manual. Mas nessa categoria dos sedãs médios, estão cada vez mais raros. Se você não ligar para os bons anos de vida de um Cruze 2012, é possível levar para casa esse ótimo sedã por cerca de R$ 41 mil, valor de sua Fipe. E mesmo nessa versão mais simples, estão lá o freio ABS, controles de estabilidade e tração, airbags frontais e laterais, e claro, ótimos bancos para boas horas de viagem.

... se você não se contenta com hatchs de entrada -

Os pequenos hatchs de entrada são legais e atendem grande parte das necessidades de qualquer motorista. Mas sempre tem aqueles que não se contentam com pouco, e valorizam carros maiores, mais completos e refinados. Aqui vão duas sugestões, sendo uma delas bem inusitada.

Chevrolet Cruze Sport6 LT manual 2012 -

As mesmas qualidades que citei para o sedã, porém sem o conservadorismo dele. Aqui a carroceria hatch dá ares esportivos ao Cruze, que corresponde com a ótima dirigibilidade da versão com câmbio manual, que tem tabela Fipe de módicos R$ 40 mil. Uma pechincha por tudo que oferece.

Rubens Cavallari/Folhapress
Imagem: Rubens Cavallari/Folhapress
Fiat Bravo T-Jet 2014 -

A maioria deve torcer o nariz para essa opção, mas quando vejo que a Fipe está em módicos R$ 43 mil, eu que tenho que torcer o nariz para quem prefere levar um Mobi novo por esse valor. O desenho é maravilhoso, típico dos belos carros italianos. O desempenho é dos melhores, com um forte motor turbo de 152 cv. Saiu de linha e é péssimo de mercado, sei disso. Mas por que você acha que ele é barato?

... se você precisa de um 4x4 para o final de semana

Aquela estradinha de terra que te leva paro o sossego do seu sítio é sempre traiçoeira nos dias de chuva. Para isso, nada como um carro com tração nas 4 rodas para te livrar do sufoco. Separei dois que estão aptos a um "off road" leve:

Renault Duster Dynamique 4x4 2014 -

Espaçosa e com visual que remete a robustez, o Duster caiu no gosto do brasileiro. Mas a mais legal das versões, nunca foi um sucesso de vendas. O girador motor 2.0 com 16 válvulas e o câmbio manual de 6 marchas casam bem com a proposta da Duster, ainda mais quando tem a tração nas 4 rodas e tira aquela imagem de SUV de shopping. É preciso cerca de R$ 44 mil para levar uma para casa, valor da sua Fipe. Já no mercado de novos, nenhum 4x4 chega perto disso.

Divulgação
Imagem: Divulgação
Suzuki SX4 2014 automático -

Mas se você prefere o conforto do câmbio automático, indico esse simpático japonês que mais parece um hatch. A distância em relação ao solo não é das maiores, mas o botão no console que aciona a tração nas 4 rodas garante que o SX4 consegue ir mais longe que um carro normal. A Fipe de R$ 42 mil é mais um atrativo.

... se você precisa de 2 lugares extras

Você que é casado e tem mais do que 3 filhos, não consegue absolutamente nada no mercado de novos que chegue perto dos R$ 40 mil. Na verdade, vai precisar do dobro disso. Já no mercado de usados, pelo menos dois carros não tão antigos conseguem te atender.

Rubens Cavallari/Folhapress
Imagem: Rubens Cavallari/Folhapress
Chevrolet Spin LTZ 2014 automática -

Testei uma recentemente em uma viagem que fiz com um total de 6 pessoas. Toda a imagem negativa que tinha do carro morreu nesse dia. Prática, confortável e espaçosa, a Spin é um carro coringa para o dia a dia, pois tem dimensões de carros compactos, mas leva mais passageiros do que a maioria dos outros carros. A Fipe de R$ 44 mil da 2014 é quase metade da de uma "zero quilometro".

Nissan Grand Livina SL 2014 automática -

Ainda mais barata que a Spin, a Grand Livina em seu último ano de vida tem Fipe de R$ 38 mil na sua versão mais completa. Uma verdadeira pechincha para quem tem família grande. E se você não abre mão de cambiar, dá para economizar alguns milhares de reais e levar uma com câmbio manual de 6 marchas para casa, que em conjunto com o motor 1.8 de 16 válvulas, deixa a tocada da Grand Livina bem prazerosa.

... se você gosta mesmo é de estar na moda

A moda é SUV, e ponto final. Goste ou não goste, a tendência é que esses grandalhões dominem as ruas cada vez mais. Só que com orçamento de R$ 40 mil, ainda são poucas as opções, caso não queira abrir muito o leque de ano de uso.

Hyundai Tucson GLS 2014 -

Uma das expoentes da categoria, ficou por anos com o mesmo visual, o que garante Tucsons usadas em várias faixas de preço. Com cerca de R$ 44 mil, valor de sua Fipe, dá para negociar uma 2014. Ótimo espaço interno e bom acerto de suspensão são as qualidades desse carro, mas prepare o bolso para o combustível. A fama é de ser gastona, mas é o preço que se paga para estar na moda.

Mais uma vez, deixo claro que me recuso a colocar alguns figurões nessas listas. Carros como Honda Fit, Honda Civic ou Toyota Corolla são excelentes opções, mas será que eu preciso dizer isso? Além do mais, são bem mais caros que os concorrentes, ou seja, com orçamento na faixa dos R$ 40 mil, somente modelos mais antigos desses carros podem ser considerados.