PUBLICIDADE
Topo

Benê Gomes

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Fiat Toro fica mais interessante com motor turbo flex e segue imbatível

Conteúdo exclusivo para assinantes
Benê Gomes

Jornalista e produtor de TV, desde 2001 atua como profissional especializado no segmento automotivo. Assina o boletim diário Sexta Marcha, da Rádio Transcontinental FM de SP, dirige e apresenta o_ _Programa Momento Vox – BAND SP. É diretor da Onze Produções, produtora de vídeo e conteúdo digital, e é o idealizador do Programa Auto+, onde atuou por 15 anos

Colunista do UOL

22/08/2021 04h00

Nova vida para a Fiat Toro 2022. Afinal, para quem já gostava muito dela, agora tem mais motivos para apreciar esta picape. O principal, sem dúvida, é o novíssimo motor 1.3 turbo flex, a mais importante e esperada alteração e que veio acompanhada de alguns reforços.

Assim como aconteceu com o Renault Captur - que já destaquei aqui - a Toro nem precisava de mudança no desenho, ainda com pinta de projeto recente. Mas a Fiat incrementou o visual dianteiro, alterando o capô - com novos vincos pronunciados - o logo posicionado no meio da grade também redesenhada e que tem formatos diferentes nas versões de cima.

No mais, manteve tudo igual na lateral e na traseira, inclusive com a eficiente tampa bipartida, a não ser pelo pequeno detalhe que traz a identificação do novo motor.

Já por dentro, vale a atenção para alguns pontos reforçados, começando pelo painel de instrumentos 100% digital, item de série em todas as versões.

Depois tem o sistema multimídia com a tela de 8,4 polegadas a partir da versão Freedom (e que nas versões superiores, Ranch e Ultra, utiliza a invocada tela de 10 polegadas na vertical), espelhamento de smartphone sem necessidade de cabo, wi-fi próprio, mais a possibilidade de incluir carregador de celular por indução ou os serviços de conectividade da plataforma Connect Me e suas muitas funções, inclusive as que permitem acesso remoto ao carro.

Depois, junto com o bom acabamento já conhecido, a Toro recebeu um novo console central com mais espaços para objetos, o que melhorou bem a situação.

Partindo para o quesito segurança, tem reforço com os recursos de condução semiautônoma, agora disponíveis em pacotes opcionais a partir também da versão Freedom. O melhor exemplo é o conjunto ADAS, sistema avançado de assistência ao condutor, com dispositivos como o alerta de saída de faixa - que atua corrigindo o volante - sistema de frenagem automática de emergência e acionamento automático de farol alto. Importante lembrar que agora é equipada com seis airbags desde a primeira versão.

Mas tudo isso para chegar ao ponto que mais interessa na linha 2022: o motor 1.3 turbo flex que, de verdade, acabou com aquela história da Toro reagir com lentidão nas versões equipadas com motor flexível. São 185 cavalos de potência e 27,5 kgfm de torque, o qual aparece rápido, em baixas rotações.

Na prática, agora até sobra força para a Toro, que já era reconhecida pelo seu bom equilíbrio dinâmico e o comportamento muito próximo de SUV. Pois dentro desse novo cenário, a picape ficou mais agradável de guiar. A transmissão é sempre automática de seis velocidades e oferece opção de trocas manuais pelas aletas no volante.

O que foi pouco alterado são as médias de consumo, ainda muito próximas do antigo motor 1.8. Pelos padrões do Inmetro e com gasolina, registra médias de 9,4 Km/l na cidade e 10,8 Km/l na estrada. Resultado da estratégia da Fiat em priorizar potência e torque.

De qualquer forma, pensando no quanto a Toro saiu ganhando com o motor 1.3 turbo, o consumo médio não é um problema. Ajuda nisso o acerto de motor e câmbio que, em condições normais, explora a aceleração ágil sim, mas de forma progressiva. Para quem achar pouco, pode mudar a situação utilizando o modo Sport.

Pois se já era uma picape diferente, segura e bem servida de equipamentos, a Toro deu um considerável passo a frente ao receber um motor flex mais eficiente e ágil, além dos ajustes que garantiram um adicional de conforto e segurança. E o resultado apareceu rápido em junho, o primeiro mês cheio de comercialização da linha 2022, quando vendeu praticamente 50% a mais.

Movimento que seguiu no mesmo ritmo em julho, quando superou as 7 mil unidades vendidas - o melhor mês de vendas da Toro desde seu lançamento - e que representa alta superior a 70% sobre maio, quando as concessionárias só vendiam a linha 2021.

Ou seja, como carro bom é aquele que muita gente gosta, fica claro o quanto a Toro segue imbatível em seu segmento. Até porque, a única concorrente direta é a Renault Oroch, modelo que segue longe de oferecer qualquer ameaça no mercado.

Para tirar o sono da Fiat Toro, vai ser preciso muita criatividade e empenho dos fabricantes concorrentes, boa parte deles, como sabemos, na batalha para lançar uma picape com a mesma proposta. Vamos aguardar 2022, quando devem chegar Chevrolet Montana, VW Tarok ou ainda Ford Maverick e Hyundai Santa Cruz.

Preço Fiat Toro Freedom Turbo 270 Flex: R$ 138.440,00

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL