PUBLICIDADE
Topo

Benê Gomes

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Com versão única no Brasil, Chevrolet Equinox aguarda dias melhores em 2022

Conteúdo exclusivo para assinantes
Benê Gomes

Jornalista e produtor de TV, desde 2001 atua como profissional especializado no segmento automotivo. Assina o boletim diário Sexta Marcha, da Rádio Transcontinental FM de SP, dirige e apresenta o_ _Programa Momento Vox – BAND SP. É diretor da Onze Produções, produtora de vídeo e conteúdo digital, e é o idealizador do Programa Auto+, onde atuou por 15 anos

Colunista do UOL

25/07/2021 04h00

Nesta semana a conversa é sobre um SUV médio bem conhecido, mas que, a meu ver, também pode ser encarado como uma grande station wagon. Falo do Chevrolet Equinox, agora comercializado no Brasil em uma única versão, a Premier, equipado com o motor 1.5 turbo.

Caso não lembre, o Equinox contava com mais uma versão por aqui e com motor maior, o 2.0 turbo de 262 cavalos de potência. Mas o tempo passou, o mercado se movimentou bem e a própria Chevrolet deu mais atenção para o agitado segmento dos SUVs compactos com o lançamento da nova geração do Tracker.

E foi bem com essa aposta, pois o novo Tracker rapidamente ganhou destaque no mercado e conseguiu até atender a expectativa de alguns clientes que poderiam, em outras circunstâncias, se encantar com o Equinox. Mas, como as estratégias são distintas, o fato é que o Equinox segue com seus pontos positivos e considerável potencial para atender fãs no Brasil, mesmo atuando num segmento bem disputado.

É um carro com indiscutível vocação familiar e garante essa característica com amplo espaço interno, conforto para passageiros do banco traseiro - que podem usufruir de visão privilegiada proporcionada pelo teto solar panorâmico - além do bom porta-malas de 468 litros de capacidade. Isso é resultado de suas boas medidas: 4,65 m de comprimento; 2,72 m de entre-eixos; 1,84 m de largura; 1,69 de altura.

A linha 2021 do Equinox chegou às concessionárias em abril deste ano e a alteração pontual foi a retirada da versão 2.0. O Equinox não saiu perdendo no quesito conteúdo e segue bem equipado.

Traz muitos itens de conveniência, como o sistema multimídia MyLink com tela de 8 polegadas e que permite espelhamento com smartphones Apple CarPlay e Android Auto, som premium assinado pela Bose, assistente de estacionamento, além dos importantes recursos de segurança: alerta de colisão frontal com detector de pedestres e frenagem automática, assistente de manutenção de faixa que corrige a trajetória, indicador de distância do veículo à frente e alerta de ponto cego.

Tem ainda seis airbags e aquele alerta um tanto diferente para as manobras de estacionamento que, além do sinal luminoso, provoca uma vibração no assento do motorista quando o carro se aproxima de um obstáculo. Diferente, mas não dá para dizer que não é funcional.

Motor mais fraco

Chevrolet Equinox 2021 - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Com o fim da versão com motor 2.0, a linha 2021 acaba trazendo a dúvida sobre como é o desempenho do motor 1.5 turbo com injeção direta movido a gasolina e que gera 172 cv e 27,8 Kgfm de torque. O Equinox segue com a tração integral que distribui a força automaticamente conforme a demanda e a transmissão automática de seis velocidades. Então, será que esse SUV médio com pinta de perua, que não é tão leve - pesa1.551 Kg - ficou ruim de andar com o motor um pouco mais fraco.

Pra mim, tudo certo, porque o 1.5 turbo responde bem em baixas rotações, tem bom acerto com o câmbio automático e, no final, não compromete a proposta desse SUV. Nos números, claro que o motor mais forte garantiria até maior segurança, mas também pesaria no consumo. Com o conjunto atual, o Equinox registra médias de 9,5 km/l na cidade e 11,7 km/l na estrada, conforme parâmetros do Inmetro. Sem esquecer que a proposta dele não é esportividade.

Agora vamos acompanhar os próximos passos da Chevrolet no segmento dos SUVs médios - também cheio de novidades - para saber se a reestilização do Equinox (já definida, mas ainda não lançada nos Estados Unidos) irá garantir a ele dias melhores por aqui em 2022. Até porque, neste momento, a marca tem outras urgências no Brasil, como preparar os lançamentos prometidos ainda para 2021 e, claro, recuperar o ritmo de produção do Onix, até então, sua grande estrela no país.

Chevrolet Equinox Premier 1.5 turbo: R$ 187.240

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL