PUBLICIDADE
Topo

Raio UV-C: como é a nova solução para higienização no transporte público

Benê Gomes

Jornalista, produtor e roteirista, atua no setor automotivo desde 2001. É idealizador e diretor do programa Auto+, exibido pela RedeTV. Também dirige e apresenta o programa Momento Vox, no ar pela Band, e é colunista da rádio Transcontinental FM de São Paulo

Colunista do UOL

05/07/2020 04h00

O risco de contaminação pelo coronavírus - ainda mais neste momento em que muitas cidades estão iniciando a retomada de atividades - traz a reboque a preocupação com outro ponto importante nesse processo: como garantir proteção dentro dos veículos de transporte coletivo?

Como ônibus, trens e metrô são os meios de transporte prioritários para a maioria das pessoas que precisam sair para trabalhar, toda inovação que sinalize algum tipo de proteção é muito bem-vinda.

Essa é a proposta do Vírus Free UV-C Power Led, nome de batismo do equipamento que está chegando ao Brasil importado do Canadá pela FFtech, empresa brasileira que já atua no país com a tecnologia Mobileye, dispositivo de assistência de condução com foco na redução de colisões e mortes no trânsito.

O grande lance do Vírus Free UV-C Power Led é a utilização da luz ultravioleta do tipo C na higienização de veículos de transporte coletivo e até de terminais de passageiros e estações de trem e metrô.

Conforme explica o CEO da empresa, Celso Gitelman, para um ônibus de passageiros bastam quatro ou cinco fontes emissoras de luz ligadas dentro do veículo por 15 minutos para assegurar uma higienização completa.

"Garantimos 100% de desinfecção nas superfícies onde os passageiros têm contato, como bancos, vidros, maçanetas, cinto de segurança, locais onde as pessoas podem colocar a mão e sentar; pontos onde há risco direto de contaminação".

Uso de UVC para desinfecção não é novidade

A luz ultravioleta tipo C emitida artificialmente por lâmpadas já é utilizada há muitos anos na desinfecção de materiais e ambientes hospitalares e também na indústria alimentícia em países como Estados Unidos, Canadá e na União Europeia.

Em relação à limpeza tradicional feita com produtos desinfetantes ou aerossóis, por exemplo, a desinfecção com ultravioleta tipo C em um veículo leva vantagem, como destaca Gitelman, porque a aplicação não depende da atuação humana, que nem sempre consegue acessar todas as superfícies e esfregar o local com a quantidade de produto adequada.

"Além disso, no caso dos ônibus, não há risco de umedecer circuitos elétricos ou manchar os acabamentos em tecido". O Vírus Free UVC Power Led trabalha com radiação ultravioleta emitida em uma faixa entre 250 e 280 Nm, considerada como padrão de ouro na efetividade da desinfecção. O raio UVC consegue destruir todos os micro-organismos, como vírus, bactérias e fungos; e aí, entra o coronavírus.

Raio UVC é prejudicial ao corpo humano

Diferente dos outros tipos de raios UV (A e B) o UV tipo C é retido na camada de ozônio e não chega ao planeta Terra. Ele é prejudicial ao ser humano, por isso qualquer tipo de aplicação envolvendo essa luz precisa respeitar protocolos de segurança.

No caso do equipamento desenvolvido para a higienização de ônibus, o trabalho é feito exclusivamente por um técnico especializado e devidamente paramentado; ele posiciona as torres e só aciona o equipamento quando já está fora do veículo.

LED garante mais eficiência e versatilidade

Segundo Celso Gitelman, ao contrário de outros equipamentos do gênero que utilizam lâmpadas de vapor de mercúrio de baixa pressão - que são grandes e precisam de uma quantidade maior para garantir eficiência - o Vírus Free UVC Power Led se beneficia do uso de lâmpadas de Led - Diodo Emissor de Luz - que são mais potentes e conseguem resultado eficiente e rápido no trabalho de desinfecção.

Sem contar que permitem o uso em equipamentos menores, o que dá mais versatilidade para higienização de espaços reduzidos. Isso possibilita que sejam aplicados também em aviões e carros de passeio, o que torna o equipamento interessante para locadoras de veículos, taxistas e motoristas de aplicativos.

É, pelo jeito agora vamos começar ouvir falar bastante da luz ultravioleta tipo C, uma solução para aliviar a preocupação de quem não pode abrir mão do transporte coletivo em qualquer cidade do mundo.