Topo

Chevrolet Onix 2020

Preços, versões e tudo o que você precisa saber sobre o hatch

Vitor Matsubara

Do UOL, em São Paulo (SP)

06/06/2020 04h00

Desde 2015 não tem para ninguém. Há quatro anos o Chevrolet Onix domina as vendas de automóveis novos no Brasil e caminha a passos largos para seu quinto ano consecutivo de liderança.

Lançado em 2012, o modelo foi se firmando no mercado e passou a ser o carro de entrada da General Motors com o fim da produção do Celta, em 2014, e do Agile, em 2016.

O Onix passou por reestilização em 2016 para chegar de visual novo na linha 2017, com dianteira mais parecida com a dos sedãs Cruze e Cobalt. Mas a GM manteve uma versão com o estilo antigo em linha para atuar como versão de entrada, a Joy, ampliando as vendas.

Apostando no design e na conectividade, ele não demorou muito para atingir o topo, e não dá indícios de que sairá de lá tão cedo.

Em 2019, a Chevrolet aprimorou a fórmula com o novo Onix. Além de preservar as virtudes de seu antecessor, ele evoluiu nos pontos fracos. Ficou mais seguro ao trazer seis airbags e controles de estabilidade e de tração em todas as versões. E ainda mais conectado com a nova geração do sistema MyLink, que inclui até internet a bordo.

O que mudou na linha 2020:

Nada. O Onix continua o mesmo desde seu lançamento, realizado no fim do ano passado.

Como UOL Carros avaliou

O design do novo Onix não é lá uma novidade para quem já havia conhecido o Onix Plus. Frente ao seu antecessor, porém, o hatch dá um banho de modernidade. O estilo ficou bem mais elegante: a frente traz faróis com desenho elaborado e a grade dianteira segue a nova identidade da Chevrolet. A traseira ganhou personalidade com as lanternas em posição mais alta e os vincos que dão um ar mais esportivo.

Mais importante do que tudo isso, porém, é o tamanho: o Onix ficou 23 centímetros mais longo, 3 centímetros mais largo e com uma distância entre eixos 3 centímetros maior. No geral o visual ficou bem bonito, especialmente na versão Premier.

De início, o motor 1.0 turbo de até 116 cv parece um pouco lento, mas logo ele embala rapidamente. As respostas são ágeis e o câmbio automático de seis marchas faz as trocas de forma rápida e no tempo certo. Outro ponto positivo é a baixa incidência de vibrações do motor, algo que não acontece em muitos motores de três cilindros (alô, HB20!).

Toda versão topo de linha vem lotada de equipamentos, mas o Onix Premier consegue se sobressair diante da concorrência. Tome nota: ele vem com câmera de ré, sensor de estacionamento traseiro, destravamento das portas e partida do motor sem chave, central multimídia com internet 4G e Wi-Fi, carregador de celular por indução e piloto automático.

Se for completão (como a unidade avaliada por UOL Carros), o Onix ganha sensores de estacionamento dianteiros, alerta de pontos cegos, assistente de estacionamento (que faz balizas sozinho) e ar-condicionado digital com apenas uma zona de temperatura.

Isso sem contar os equipamentos presentes em todas as configurações: seis airbags, controles de estabilidade e de tração, assistente de partida em rampas e ganchos para cadeirinhas Isofix.

Poucos carros evoluíram tanto entre gerações como o Onix. Além de maior e mais moderno, ele ficou mais equipado, melhor de dirigir e significativamente mais seguro. Leia a avaliação completa

Dimensões: comprimento, 4,16 m; largura, 1,73 m; altura, 1,48 m; entre-eixos, 2,56 m

Porta-malas: 291 litros

Tanque: 44 litros

Versões:

1.0 aspirado MT6

Preço: R$ 53.050

Motor: 1.0, 3 cilindros, flex

Câmbio: manual de 6 marchas

Potência: 82 cv / 78 cv a 6.400 rpm

Torque: 10,6 kgfm / 9,6 kgfm a 4.100 rpm

Consumo (urb./rod.): 9,9 km/l / 11,7 km/l (etanol) - 13,9 km/l /16,7 km/l (gas.)

Itens de série: 6 airbags, controles de estabilidade e de tração, ar-condicionado, rodas de aço de 15 polegadas com calotas, assistente de partida em rampas, direção elétrica progressiva, ganchos para fixação de cadeirinhas Isofix, travas elétricas, vidros elétricos com função one-touch, rádio com Bluetooth, volante multifuncional, computador de bordo, chave do tipo canivete, duas portas USB, desembaçador traseiro, banco traseiro bipartido e lanterna de neblina

1.0 aspirado LT

Preço: R$ 55.790

Motor: 1.0, 3 cilindros, flex

Câmbio: manual de 6 marchas

Potência: 82 cv / 78 cv a 6.400 rpm

Torque: 10,6 kgfm / 9,6 kgfm a 4.100 rpm

Consumo (urb./rod.): 9,9 km/l / 11,7 km/l (etanol) - 13,9 km/l /16,7 km/l (gas.)

Itens de série: mesmos equipamentos da versão 1.0 MT6 mais central multimídia MyLink com tela de 7 polegadas.

Opcionais:

Pacote R7H (R$ 2.700): destravamento das portas e partida do motor sem chave, acendimento automático dos faróis, câmera de ré e carregador de celular por indução.

Pacote R7K (R$ 3.300): mesmos itens do pacote R7H mais sistema OnStar e internet 4G WiFi

Pacote R7E (R$ 4.300): mesmos itens do pacote R7K mais faróis de neblina e rodas de liga leve de 15 polegadas.

1.0 turbo AT6

Preço: R$ 60.390

Motor: 1.0, 3 cilindros, turbo, flex

Câmbio: automático de 6 marchas

Potência: 116 cv a 5.500 rpm

Torque: 16,8 kgfm / 16,3 kgfm a 2.000 rpm

Consumo (urb./rod.): 8,3 km/l / 10,7 km/l (etanol) - 11,9 km/l /15,1 km/l (gas.)

Itens de série: mesmos equipamentos da versão 1.0 MT6 mais câmbio automático de 6 marchas.

1.0 turbo LT

Preço: R$ 62.690 (MT6) / R$ 68.400 (AT6)

Motor: 1.0, 3 cilindros, turbo, flex

Câmbio: manual de 6 marchas

Potência: 116 cv a 5.500 rpm

Torque: 16,8 kgfm / 16,3 kgfm a 2.000 rpm

Consumo (urb./rod.):

Câmbio manual: 9,4 km/l / 11,2 km/l (etanol) - 13,5 km/l /16 km/l (gas.)

Câmbio automático: 8,3 km/l / 10,7 km/l (etanol) - 11,9 km/l / 15,1 km/l (gas.)

Itens de série: mesmos equipamentos da versão 1.0 MT6 mais faróis de neblina, roda de liga leve de 15 polegadas, sistema OnStar e internet 4G WiFi.

Opcionais:

Pacote R7G (R$ 5.710): câmbio automático de 6 marchas, piloto automático e volante com revestimento premium.

1.0 turbo LTZ

Preço: R$ 65.990 (MT6) / R$ 71.650 (AT6)

Motor: 1.0, 3 cilindros, turbo, flex

Câmbio: automático de 6 marchas

Potência: 116 cv a 5.500 rpm

Torque: 16,8 kgfm / 16,3 kgfm a 2.000 rpm

Consumo (urb./rod.):

Câmbio manual: 9,4 km/l / 11,2 km/l (etanol) - 13,5 km/l /16 km/l (gas.)

Câmbio automático: 8,3 km/l / 10,7 km/l (etanol) - 11,9 km/l / 15,1 km/l (gas.)

Itens de série: mesmos itens da versão LT 1.0 MT6 mais destravamento das portas e partida do motor sem chave, acendimento automático dos faróis, câmera de ré e carregador de celular por indução.

Opcionais:

Pacote R7J (R$ 5.660): controle de cruzeiro, volante com revestimento premium e transmissão automática de 6 marchas.

1.0 turbo Premier

Preço: R$ 75.490

Motor: 1.0, 3 cilindros, turbo, flex

Câmbio: automático de 6 marchas

Potência: 116 cv a 5.500 rpm

Torque: 16,8 kgfm / 16,3 kgfm a 2.000 rpm

Consumo (urb./rod.): 8,3 km/l / 10,7 km/l (etanol) - 11,9 km/l /15,1 km/l (gas.)

Itens de série: mesmos itens da versão LTZ mais rodas de liga leve de 16 polegadas, faróis com projetores, luzes de posição e lanternas em LED e revestimento premium.

Opcionais:

Pacote R7M (R$ 3.200): sensor de pontos cegos, ar-condicionado digital, assistente de estacionamento automático e acabamento interno nas cores preto e caramelo.

Pacote R7R (R$ 3.200): sensor de pontos cegos, ar-condicionado digital, assistente de estacionamento automático e acabamento interno nas cores preto e cinza.

Valores de revisão:

Versões com motor 1.0 aspirado:

10 mil km: R$ 284

20 mil km: R$ 580

30 mil km: R$ 484

40 mil km: R$ 644

50 mil km: R$ 460

60 mil km: R$ 580

Versões com motor 1.0 turbo

10 mil km: R$ 284

20 mil km: R$ 576

30 mil km: R$ 480

40 mil km: R$ 640

50 mil km: R$ 456

60 mil km: R$ 576

Garantia:

3 anos

Concorrentes:

Hyundai HB20

Motores: 1.0 12V aspirado (80 cv / 75 cv), 1.0 turbo (120 cv) e 1.6 16V (até 130 cv)

Versões: Sense, Vision, Evolution, X, Diamond e Diamond Plus

Preços: de R$ 47.990 (Sense 1.0) a R$ 77.990 (Diamond Plus)

Pontos positivos: lista de itens de série e motorização turbo

Pontos negativos: design

Ford Ka

Motores: 1.0 12V aspirado (85 cv / 80 cv) e 1.5 (136 cv / 128 cv)

Versões: S, SE, SE Plus, Freestyle e Titanium

Preços: de R$ 48.380 (S 1.0) a R$ 71.390 (Titanium)

Pontos positivos: lista de itens de série e relação custo/benefício

Pontos negativos: espaço interno

Renault Sandero

Motores: 1.0 12V aspirado (82 cv / 79 cv), 1.6 16V (118 cv / 115 cv) e 2.0 16V (150 cv / 145 cv)

Versões: Life, Zen, Intense e R.S

Preços: de R$ 52.090 (Life 1.0) a R$ 72.590 (Intense 1.6)

Pontos positivos: espaço interno e desempenho

Pontos negativos: acabamento e itens de série

Fiat Argo

Motores: 1.0 6V aspirado (77 cv / 72 cv), 1.3 16V (109 cv / 101 cv) e 1.8 16V (139 cv / 135 cv)

Versões: 1.0, Drive, Precision, Trekking e HGT

Preços: de R$ 49.990 (1.0) a R$ 69.990 (HGT 1.8)

Pontos positivos: design e conectividade

Pontos negativos: desempenho do motor 1.8 e preço

Volkswagen Polo

Motores: 1.0 12V aspirado (84 cv / 75 cv), 1.0 turbo (128 cv / 116 cv) e 1.4 turbo (150 cv)

Versões: MPI, Sense, MSI, Comfortline, Highline e GTS

Preços: de R$ 55.890 (1.0 MPI) a R$ 102.500 (GTS)

Pontos positivos: desempenho e design

Pontos negativos: preço e acabamento