PUBLICIDADE
Topo

Jeep Compass fica mais potente e tecnológico para não perder terreno

José Antonio Leme

Do UOL, em São Paulo

11/05/2021 04h00

O ditado popular diz que "em time que está ganhando não se mexe". Pode até ser verdade no futebol, mas claramente não é o que a Jeep acredita. Liderando entre os SUVs médios desde que colocou o Compass no mercado em 2016, a empresa entendeu que era hora de dar uma renovada no seu sucesso de vendas.

Ainda em 2021, mas já como linha 2022, o Compass tem sua primeira reestilização e ainda ganhou uma boa repaginada na lista de itens de série, novidades e principalmente no interior do veículo.

Mas sua maior modificação está sob o capô. A Jeep aposentou o 2.0 flexível de até 166 cv e 20,5 mkgf em detrimento do novo motor turboflex 1.3, que tem até 185 cv e 27,5 mkgf.

Além de melhorar nos seus pontos mais fracos, o Compass mudou também a categoria da versão Série S. Até a linha 2021, ela respondia como versão de topo, ao lado da Trailhawk, com motorização a diesel. Agora, a Série S é a versão de topo da gama flex do SUV.

As novidades surgiram também antes que os novos concorrentes conseguissem se movimentar no mercado, caso do Toyota Corolla Cross e do Volkswagen Taos, que prometem formar o top 3 do segmento de SUV médios. Mas será que as mudanças surtiram efeito no Compass? É o que vamos desvendar.

Divulgação

Jeep Compass S 2022

Preço

R$ 187.990 (R$ 194.244 SP)
Carros
3,4 /5
USUÁRIOS
3,9 /5
ENTENDA AS NOTAS DA REDAÇÃO

Pontos Positivos

  • Equipamentos
  • Desempenho

Pontos Negativos

  • Painel de instrumentos
  • Espaço interno

Veredito

A Jeep conseguiu no Compass melhorar o que era ruim, manter o que era bom e o principal: fez tudo isso no timing perfeito, antes da chegada do VW Taos às lojas e enquanto o Toyota Corolla Cross ainda não ganhou tração nas vendas. O motor 1.3 turbo deu nova vida ao SUV, bem como toda a parte de tecnologia, deixando a tímida reestilização visual em segundo plano nesse pacote bem servido de tudo.

Jeep Compass Série S T 270 2022 - Murilo Góes/UOL - Murilo Góes/UOL
Imagem: Murilo Góes/UOL

Design e espaço interno

Por fora é quase um jogo de sete erros entender quais são as mudanças do novo Compass em relação ao carro que estava nas ruas anteriormente. Especialmente porque as novidades são pequenas, poucas e sutis.

Na dianteira ele tem um novo para-choque, nova grade e faróis remodelados, mais estreitos, mas com um formato bem-parecido com que estava no Compass até então. Os faróis de neblina também são novos. Para diferenciar a Série S, ela tem caixas de roda com moldura pintada na cor do carro, enquanto as demais tem acabamento de plástico cru, e rodas de 19" com design exclusivo.

Atrás, o SUV tem ainda menos mudanças. Uma pequena grade que existia entre o para-choque e o início da tampa do porta-malas foi substituída por uma peça na cor do veículo. As lanternas mantêm o formato que já tinham, mas com um novo grafismo das luzes de LEDs.

É por dentro que é possível ver como o Compass 2022 evoluiu. Painéis das portas, console central, painel e volante, além de quadro de instrumentos e central multimídia. Ainda há mais "porta-trecos" na seção central, além de espaço para garrafas nos porta-objetos das portas.

Os bancos são os mesmos e seguem confortáveis. Na dianteira, no caso da versão S, ambos têm ajustes elétricos. A posição de guiar é confortável e fácil de encontrar, independentemente da altura do motorista. A empunhadura do volante é boa, mas o aro poderia ser um pouco mais fino.

Para quem vai atrás, o espaço das pernas é bom, mas o ocupante que vai no meio sofrerá com a largura do túnel central, diferentemente de outros carros em que o que incomoda é a altura da peça.

A altura da cabeça de quem vai sentado atrás em relação ao teto é mais incômoda que o espaço das pernas. Além disso, o espaço dos ombros também poderia ser melhor.

Jeep Compass Série S T270 2022 - Murilo Góes/UOL - Murilo Góes/UOL
Imagem: Murilo Góes/UOL

Consumo e desempenho

Eis que entre todas as mudanças, a maior está certamente no cofre do motor. Com a aposentadoria do 2.0 flex, a Jeep adotou o 1.3 turboflex que também está na Fiat Toro 2022. São até 185 cv a 3.750 rpm e 27,5 mkgf a 1.750 rpm rodando com etanol. O torque é mantido com gasolina, mas a potência cai para 180 cv.

Além de ser um dos motores abaixo de 2.0 mais potentes do País, ele tem uma série de inovações para conseguir entregar tais números: coletor de admissão integrado ao bloco para reduzir o atraso na resposta do turbo, comando de abertura e fechamento das válvulas individual, injeção direta de combustível, entre outros.

Na prática, ele deu outra personalidade ao Compass. Se antes, ao tentar acelerar ou fazer uma ultrapassagem, os adjetivos que cabiam ao comportamento do SUV eram "chocho, capenga, manco, anêmico, frágil e inconsistente", agora há tanto vigor quanto se esperava da nova motorização.

A condução diária no circuito urbano mostra as cartas quando se precisa subir um morro e não é preciso dar 100% do acelerador para que o carro saia da imobilidade. Em estradas e rodovias o comportamento nas ultrapassagens é exemplar e o ato é tomado com extrema facilidade.

Para deixar as coisas mais empolgantes - se necessário - há ainda a função Sport com uma tecla no console central. Quando ativado, o sistema estica as trocas de marchas e deixa as respostas do acelerador mais ágil, além de endurecer a assistência elétrica do volante.

Jeep Compass Série S T270 2022 - Murilo Góes/UOL - Murilo Góes/UOL
Imagem: Murilo Góes/UOL

O câmbio continua a ser o automático de seis marchas que já equipava o Compass 2.0 flex. Ele recebe um novo ajuste para casar com o motor 1.3 e manteve as boas trocas, sem trancos, e o comportamento adequado.

O consumo divulgado pela Jeep para o Compass S 2022 é de 7,2 km/l na cidade e 8,3 km/l na estrada com etanol e de 10,2 km/l na cidade e 11,7 km/l na estrada com gasolina. Os números não apresentam uma melhora absurda em relação ao antigo Compass, mas são melhores e contam ainda com Start&Stop, que desliga o motor em pequenas paradas para ajudar a melhorar o consumo.

Como irmão de plataforma que é da Fiat Toro, o Jeep Compass teve outra melhoria que também passou pela picape: suspensões. A Jeep recalibrou a suspensão do SUV com mudança na carga dos amortecedores e molas. No uso diário, isso representa que a carroceria balança menos nas curvas, oferecendo mais conforto aos ocupantes, mas mantendo a maciez para lidar com buracos e piso ruim, que já fazia parte das suas características até aqui.

Jeep Compass Série S T270 2022 - Murilo Góes/UOL - Murilo Góes/UOL
Imagem: Murilo Góes/UOL

Equipamentos

Como versão mais completa da gama turboflex, a lista de itens de série do Compass S é bastante extensa. Há faróis Full-LED, sistema de som premium Beats com subwoofer integrado no porta-malas, farol alto automático, leitor de placa de trânsito, volante com ajuste de altura e profundidade, bancos dianteiros com ajustes elétricos.

Há ainda abertura e fechamento elétricos do maleiro por meio da chave, botão no teto ou movimentos com o pé sob o para-choque traseiro. Também conta com teto solar panorâmico, ar-condicionado automático e digital de duas zonas, aletas para trocas de marcha atrás do volante multifuncional e câmera de ré.

Completa o pacote itens como o assistente de estacionamento, que coloca o carro sozinho em vagas, sensores de chuva, luminosidade e de estacionamento dianteiro e traseiro, controle de velocidade adaptativo (ACC), assistente de partida em rampa, partida remota. sensor de pressão nos pneus e carregador de smartphone por indução no painel.

Jeep Compass Série S T270 2022 - Murilo Góes/UOL - Murilo Góes/UOL
Imagem: Murilo Góes/UOL

O novo painel de instrumentos é uma tela virtual em que podem ser alteradas as informações entre velocímetro digital ou com formato analógico. A tela é bem completa e oferece muitas possibilidades de uso, mas incomoda a falta de esmero no desenvolvimento dos grafismos que parecem distorcidos, especialmente se comparado à imagem da central multimídia.

A cereja do bolo em termos de equipamento está na nova central multimídia de 10,1 polegadas, que é parte importante das novidades em termos de conectividade, além da integração com Android Auto e Apple CarPlay. Ela tem navegador GPS nativo e resposta rápida aos comandos na tela.

O Jeep tem a sua versão do Connect Me da Fiat Toro, que é o Adventure Intelligence. Ele permite, por meio de um modem 4G integrado ao carro e um app no smartphone, fazer rastreamento, ter acesso a itens de telemetria como autonomia, nível do combustível e se há alguma falha sensível, como em itens de segurança.

Além disso, é possível criar parâmetros de limitação de velocidade, horário e área de circulação. O serviço ainda faz ligações para serviços de emergência automaticamente em caso de colisão com abertura dos airbags.

No primeiro ano o serviço será oferecido gratuitamente aos compradores do Compass. Também é possível contar com roteador de internet 4G dentro do Compass e conectar até oito dispositivos ao mesmo tempo, desde que todos tenham Wi-Fi com frequência de 5 Ghz.

A conexão oferecida pela Tim é boa, funcionando em locais até onde o smartphone não tem sinal. Nesse caso, a Jeep dá um mês do serviço gratuitamente aos compradores e é possível escolher entre três pacotes, de 5 GB, 10 GB ou 40 GB, depois.

Jeep Compass Série S T270 2022 - Murilo Góes/UOL - Murilo Góes/UOL
Imagem: Murilo Góes/UOL

Manutenção e segurança

O pacote de equipamentos traz muitas coisas, sendo que algumas delas nós guardamos para a seção "segurança" dessa avaliação. O Compass S traz sete airbags e controles de tração e estabilidade, batizado de Traction Control +, que usa os freios e a eletrônica para transferir a potência a roda do eixo dianteiro que tem contato com o solo, se for o caso.

Há ainda frenagem autônoma de emergência com detecção de pedestres e ciclistas (funções extras em relação a Toro, que só identifica veículos), detector de fadiga do motorista, leitor de faixa com correção no volante, leitor de placas de velocidade e fixação de cadeirinhas com sistema Isofix.

O valor total das revisões do Compass é de R$ 4.378 e vale lembrar que o intervalo do Compass é diferente da maioria dos veículos, sendo realizado não a cada 10 mil km, mas sim a cada 12 mil km ou seis meses, o que chegar primeiro. O valor individual das seis primeiras é de R$ 377, R$ 665, R$ 682, R$ 686, R$ 1.166 e 802, respectivamente.

Jeep Compass Série S T270 2022 - Murilo Góes/UOL - Murilo Góes/UOL
Imagem: Murilo Góes/UOL

Mercado

O Jeep Compass parece não temer a concorrência, mas ainda assim fez questão de alterar seus pontos fracos para estar pronto. Os rivais agora terão os próximos sete meses do ano para mostrar a que vieram e tentar brigar no ranking de vendas, especialmente Toyota Corolla Cross e VW Taos.

O primeiro já está nas lojas, mas não fez nem cócegas nas vendas do Compass no primeiro mês cheio de vendas. Já o segundo deve ser lançado em maio para chegar às lojas oficialmente em junho. Fora os dois novos postulantes, há poucos produtos na categoria com os quais a Jeep deveria se preocupar.

Jeep Compass Série S T270 2022 - Murilo Góes/UOL - Murilo Góes/UOL
Imagem: Murilo Góes/UOL
Mecânica
  • Motorização

  • 1.3, quatro cilindros, 16V, turbo

  • Combustível

  • Etanol / Gasolina

  • Potência (cv)

  • 185 / 180 @ 3.750 rpm

  • Torque (kgf.m)

  • 27,5 mkgf @ 1.750 rpm

  • Aceleração de 0 a 100 (segundos) (km/h)

  • 9,4 / 9,8

  • Velocidade máxima (km/h)

  • 206 / 203,5

  • Consumo cidade (km/l)

  • 7,2 / 10,2

  • Consumo estrada (km/l)

  • 8,3 / 11,7

  • Câmbio

  • Automático, 6 marchas

  • Tração

  • Dianteira

  • Direção

  • Elétrica

  • Suspensão Dianteira

  • Independente McPherson

  • Suspensão Traseira

  • Independente, multilink

  • Freios Dianteiros

  • Discos ventilados, 305 mm

  • Freios Traseiros

  • Discos sólidos, 278 mm

Pneus e Rodas
  • Pneus

  • 235/45 R19

  • Rodas

  • 7,5? x 19?

Dimensões
  • Altura (mm)

  • 1.625

  • Comprimento (mm)

  • 4.404

  • Entre-eixos (mm)

  • 2.636

  • Largura (mm)

  • 1.819

  • Ocupantes

  • 5

  • Peso (kg)

  • 1.589

  • Porta-malas (L)

  • 476

  • Tanque (L)

  • 60

Preço das Revisões, Seguro e Garantia
  • 10.000 km

  • R$ 377

  • 20.000 km

  • R$ 665

  • 30.000 km

  • R$ 682

  • 40.000 km

  • R$ 686

  • 50.000 km

  • R$ 1.166

  • 60.000 km

  • R$ 802

  • Garantia

  • 3 anos

Equipamentos
  • Airbags Motorista

  • Airbags Passageiro

  • Airbags Laterais

  • Airbags do tipo Cortina

  • Airbags para joelho do motorista

  • Controle de Estabilidade

  • Controle de Tração

  • Freios ABS

  • Distribuição Eletrônica de Frenagem

  • Ar-Condicionado

  • Travas Elétricas

  • Ar Quente

  • Piloto Automático

  • Volante com Regulagem de Altura

  • Vidros Elétricos Dianteiros

  • Vidros Elétricos Traseiros

  • Central Multimídia

  • Rádio FM/AM

  • Entrada USB

  • Banco de Couro

  • Banco do motorista com ajuste de altura

  • Bancos com ajustes elétricos

  • Desembaçador Traseiro

  • Teto Solar

  • Computador de Bordo

  • Acendimento automático dos faróis

  • Faróis de neblina

  • Frenagem autônoma de emergência

  • Alerta de permanência em faixa

  • Sensor de pressão dos pneus

  • Sensor de pontos cegos

  • Alerta de colisão

  • Abertura elétrica do porta-malas

  • Faróis com regulagem de altura

  • Sistema de estacionamento autônomo