PUBLICIDADE
Topo

Chevrolet S10 2021 muda pouco, mas ganha 'cara de má', segurança e internet

Vitor Matsubara

Do UOL, em São Paulo (SP)

10/08/2020 04h00

Faz 25 anos que a S10 foi lançada no mercado brasileiro. Desde 1995, porém, a picape só teve duas gerações, sendo que a atual está entre nós desde 2012.

A segunda atualização lançada neste ano traz poucas, mas importantes alterações para tentar se manter competitiva no segmento dominado pela Toyota Hilux.

Além de um novo design na dianteira, a picape ganhou segurança com 6 airbags de série em todas as versões e internet 4G com Wi-Fi. UOL Carros avaliou a versão High Country, de R$ 213.290, para contar se as novidades da S10 são suficientes para desbancar a concorrência.

Divulgação

Chevrolet S10 High Country

Preço

R$ 213.290
Carros
4,3 /5
USUÁRIOS
5,0 /5
ENTENDA AS NOTAS DA REDAÇÃO

Pontos Positivos

  • Design
  • Itens de série

Pontos Negativos

  • Projeto antigo

Veredito

Mesmo com oito anos nas costas, a S10 ainda é uma das melhores picapes médias do mercado. Robusta e barata de manter, ela ganhou esportividade com o novo visual e segurança com o acréscimo de itens de assistência de condução. O desempenho, que já estava entre os melhores da categoria, também melhorou com a adoção da nova turbina.

S10 1 - Murilo Góes/UOL - Murilo Góes/UOL
Grade frontal traz estilo invocado vindo dos Estados Unidos
Imagem: Murilo Góes/UOL

A linha S10 passou por uma reestilização frontal, mas foi a versão High Country que recebeu mais modificações no design. A grade dianteira ganhou acabamento em preto brilhante com uma barra horizontal na mesma cor e o nome "Chevrolet" grafado em alto relevo.

Logo abaixo está a gravatinha dourada em posição descentralizada. A inspiração veio diretamente dos Estados Unidos, onde algumas versões da Silverado trazem o mesmo visual.

A receita caiu bem na S10, que ganhou fôlego novo mesmo com uma atualização tão sutil. Em contrapartida, a traseira permanece exatamente a mesma de antes, sem qualquer tipo de modificação.

Na cabine as mudanças também foram bastante discretas. Apenas a central multimídia é nova: trata-se da mesma MyLink 3 presente nos lançamentos mais recentes da marca, como os novos Onix e Tracker.

O espaço interno é bom, embora o banco traseiro esteja em uma posição excessivamente vertical - algo que acontece na maioria das picapes.

A caçamba tem 1,48 metro de comprimento por 1,53 metro de largura e 58,4 centímetros de altura, sendo que a capacidade de carga é de 1.108 quilos, pouco a mais do que os 1.001 quilos da rival Ranger.

S10 2 - Murilo Góes/UOL - Murilo Góes/UOL
Motor 2.8 turbodiesel de 200 cv ganhou turbina da Colorado
Imagem: Murilo Góes/UOL

O motor é o mesmo 2.8 turbodiesel, que entrega 200 cv e 51 kgfm de torque máximo a 2.000 rpm. A turbina agora é a mesma da Colorado americana, o que, segundo a GM, resulta em respostas mais ágeis.

A mudança surtiu efeito, já que não há dificuldade para movimentar os pouco mais de 2 toneladas da picape. O tempo da aceleração de 0 a 100 km/h ficou 0,2 mais baixo e aogra é de 10,1 segundos. A transmissão automática de seis marchas funciona de forma entrosada com o motor turbodiesel e é possível trocar as marchas no modo sequencial.

A S10 também se comporta bem fora do asfalto, apresentando muita força em baixas rotações. Além disso, a picape conta com tração nas quatro rodas com reduzida, embora esta só seja necessária em situações muito complicadas, como atoleiros.

Os números de consumo são razoáveis: 8,7 km/l na cidade e 10,6 km/l na estrada. Como ponto negativo, o isolamento acústico da cabine poderia ser um pouco mais caprichado.

S10 3 - Murilo Góes/UOL - Murilo Góes/UOL
Cabine mudou quase nada, mas central tem internet 4G com Wi-Fi
Imagem: Murilo Góes/UOL

As mudanças não foram apenas no visual. Além da oferta de seis airbags (que já equipavam a High Country, mas agora estão em todas as versões), a picape ganhou frenagem autônoma de emergência e sistema de detecção de pedestres, que se somam ao alerta de colisão frontal e alerta de permanência em faixa.

A central multimídia agora é a MyLink 3, que traz como maior diferencial a internet 4G com Wi-Fi para conectar até sete dispositivos móveis. com tela tátil de 8 polegadas e suporte a Android Auto e Apple CarPlay.

A lista de equipamentos ainda inclui controles de estabilidade e de tração, faróis de neblina, alerta de pressão dos pneus, tração 4x4 com reduzida, capota marítima, rodas de liga leve de 18 polegadas, ar-condicionado digital, banco do motorista com regulagens elétricas, acendimento automático dos faróis, direção elétrica, piloto automático, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, controle de velocidade em descidas, sensor de chuva, partida do motor por comando na chave e câmera de ré (que traz linhas guias e uma visão exclusiva para reboque).

S10 4 - Murilo Góes/UOL - Murilo Góes/UOL
Custos de revisão da S10 surpreendem pelo valor baixo
Imagem: Murilo Góes/UOL

Os custos de manutenção da S10 estão entre os menores da categoria - e são mais baratos até do que carros de categorias inferiores. Das seis primeiras paradas, a mais cara é a de 60 mil quilômetros: R$ 1.544.

Na segurança, a versão mais luxuosa da picape faz bonito ao acrescentar os já citados sistema de frenagem autônoma de emergência e detecção de pedestres. Anteriormente, a S10 já saía de fábrica com 6 airbags, alerta de colisão frontal, alerta de permanência em faixa, controles de estabilidade e de tração e assistente de partida em rampas.

S10 5 - Murilo Góes/UOL - Murilo Góes/UOL
Vida da S10 não é fácil com tantos rivais
Imagem: Murilo Góes/UOL

Concorrentes não faltam para a S10 High Country. Entre elas estão Toyota Hilux SRX (R$ 221.490), Ford Ranger Limited (R$ 219.890) e VW Amarok Highline (R$ 220.650). Bom lembrar que Hilux e Amarok ainda possuem versões V6 com mais potência, mas mais caras.

Na categoria existem ainda Nissan Frontier LE (R$ 216.890) e Mitsubishi L200 Triton Outdoor HPE-S (R$ 205.990).

Mecânica
  • Motorização

  • 2.8, 4 cilindros em linha, 16V, turbo, diesel

  • Combustível

  • Diesel

  • Potência (cv)

  • 200

  • Torque (kgf.m)

  • 51

  • Aceleração de 0 a 100 (segundos) (km/h)

  • 10,3

  • Velocidade máxima (km/h)

  • 180

  • Consumo cidade (km/l)

  • 8,7

  • Consumo estrada (km/l)

  • 10,6

  • Câmbio

  • automático de 6 marchas

  • Tração

  • 4x4

  • Direção

  • elétrica

  • Suspensão Dianteira

  • independente, duplo A

  • Suspensão Traseira

  • eixo rígido

  • Freios Dianteiros

  • discos ventilados

  • Freios Traseiros

  • tambor

Pneus e Rodas
  • Pneus

  • 265/60 R18

  • Rodas

  • 18 polegadas

Dimensões
  • Altura (mm)

  • 1839

  • Comprimento (mm)

  • 5408

  • Entre-eixos (mm)

  • 3096

  • Largura (mm)

  • 1874

  • Ocupantes

  • 5

  • Peso (kg)

  • 2101

  • Porta-malas (L)

  • n/d

  • Tanque (L)

  • 76

Preço das Revisões, Seguro e Garantia
  • 10.000 km

  • R$ 404,00

  • 20.000 km

  • R$ 1.056,00

  • 30.000 km

  • R$ 1.224,00

  • 40.000 km

  • R$ 1.076,00

  • 50.000 km

  • R$ 756,00

  • 60.000 km

  • R$ 1.544,00

  • Seguro

  • R$ 5.600 (média)

  • Garantia

  • 3 anos