PUBLICIDADE
Topo

X-9 Paulistana começará apuração com cinco décimos a menos

Juju Salimeni desfila pela X-9 Paulistana - Ricardo Matsukawa/UOL
Juju Salimeni desfila pela X-9 Paulistana Imagem: Ricardo Matsukawa/UOL

Guilherme Machado

Do UOL, em São Paulo

25/02/2020 14h57

A X-9 Paulistana não começará bem a apuração das notas dos desfiles das escolas de samba do Grupo Especial do Carnaval 2020 em São Paulo. Isso porque a agremiação terá um desconto de cinco décimos por ter estourado o limite de alegorias permitidas na avenida.

A escola desfilava com um carro acoplado, quando o encaixe que unia as bases se soltou e configurou na presença de dois carros distintos na avenida. A escola perdeu três décimos pela quebra do regulamento e dois décimos por cada carro a mais.

Na apuração, o quesito Bateria servirá como critério de desempate, depois da soma de todas as notas, inclusive descartes. Um dos jurados, do quesito Alegoria, teve as notas descartadas após "comportamento inadequado".

Com Juju Salimeni de rainha de bateria, a X-9 Paulistana fez um desfile leve e colorido no sambódromo do Anhembi.

Unindo ritmos persuasivos de várias regiões e religiões do país, a agremiação da zona norte da capital paulista prometeu (e entregou) um mergulho sonoro e estético pelo samba, xaxado, forró e maracatu, além de explorar as festas do Divino e de São João.

Minutos antes da X-9 Paulistana desfilar, começou a chover no Anhembi. A chuva, que deu trégua a noite inteira, começou a cair por volta das 7h da manhã. A escola só entrou neste horário por causa dos atrasos no desfile.

São Paulo