PUBLICIDADE
Topo

Jurado de São Paulo terá notas descartadas por 'comportamento inadequado'

Carro da X-9 Paulistana - Simon Plestenjak/UOL
Carro da X-9 Paulistana Imagem: Simon Plestenjak/UOL

Guilherme Machado

Do UOL, em São Paulo*

25/02/2020 12h54

Um dos jurados que definirão a escola campeã dos desfiles do Grupo Especial de São Paulo do Carnaval 2020 terá as notas descartadas por "comportamento inadequado", segundo informou a Liga das Escolas de Samba de São Paulo.

A liga descartou as notas do jurado Marco Antonio Nieves Cardoso, do quesito alegoria. Ele foi flagrado dançando durante a passagem da Acadêmicos do Tatuapé pelo Sambódromo. Segundo anunciado pela liga durante a apuração, o jurado "faltou com ética".

A apuração das notas será hoje a partir das 16h no Sambódromo do Anhembi. O primeiro critério de desempate será a somatória de todas as notas, inclusive os descartes. O segundo critério será o quesito Bateria.

Ao todo, 14 escolas disputam o título de campeã: Barroca Zona Sul, Tom Maior, Dragões da Real, Mancha Verde, Acadêmicos do Tatuapé, Império de Casa Verde, X-9 Paulistana, Pérola Negra, Colorado do Brás, Gaviões da Fiel, Mocidade Alegre, Águia de Ouro, Unidos de Vila Maria e Rosas de Ouro.

Os nove quesitos das notas serão lidos na seguinte ordem: Fantasia, Comissão de Frente, Samba-enredo, Harmonia, Evolução, Mestre-sala e porta-bandeira, Enredo, Alegoria e Bateria.

Este ano, a nota mínima dada pelos jurados em cada um dos quesitos deve ser 9, sendo que em anos anteriores ela podia variar em décimos de 8 a 10.

A forma como o quesito Bateria é avaliado também sofreu alteração. Antes, a nota começava em 10 e sofria descontos. Agora, ela inicia em 9,8 e pode chegar até 10, podendo também diminuir.

* Colaborou Marcelo Oliveira, do UOL, em São Paulo

São Paulo