PUBLICIDADE
Topo

'Bacurau' vira tema de fantasias na Charanga do França: 'Forma de protesto'

Itaici Brunetti

Colaboração para o UOL, em São Paulo

24/02/2020 13h01

Lunga, o personagem do filme "Bacurau", de Kleber Mendonça Filho, foi uma fantasia bastante vista n'A Espetacular Charanga do França na manhã desta segunda-feira de Carnaval, em São Paulo. O desfile teve muitos protestos e a marca dos Santa Ceciliers, moradores de Santa Cecília, bairro por onde o bloco passa.

Homens e mulheres homenagearam o herói do longa nacional, vivido pelo ator Silvero Pereira. No meio do bloco que andou pelas ruas do bairro de Santa Cecília, em São Paulo, foliões ostentavam facões de brinquedo, tranças no cabelo e muito sangue (de mentira) jorrado pelo corpo.

"É uma homenagem ao filme e ao nosso herói brasileiro Lunga. Além de ser uma forma de protesto a tudo o que estamos passando no Brasil", disse o comerciante Davi, de 38 anos, ao UOL.

Trio foi vestido de Lunga à Charanga - Itaici Brunetti/UOL
Trio foi vestido de Lunga à Charanga
Imagem: Itaici Brunetti/UOL

A produtora Bianca, 40, também vestida como o personagem, contou que o filme foi uma grande inspiração para sua fantasia e, ao levantar o facão para o alto, avisou em tom de brincadeira: "Viemos matar os fascistas".

"A interpretação de Lunga em forma de fantasia no Carnaval vai muito além de uma simples homenagem, é um protesto contra o atual governo e pelo que os brasileiros estão passando", explicou o profissional de marketing Davi Azevedo, de 28 anos.

No filme, Lunga é um cangaceiro queer que, com seus capangas sempre ao seu lado, ajuda a população da cidade de Bacuaru a se defender de mercenários estrangeiros que querem exterminar os moradores como se fossem alvos de caça.

Mas não foi só o Lunga que deu as caras no Charanga do França, Domingas, vivida por Sônia Braga também foi homenageada.

Personagem Domingas na Charanga do França - Itaici Brunetti/UOL
Personagem Domingas na Charanga do França
Imagem: Itaici Brunetti/UOL

"Carnaval é protesto e o filme é maravilhoso, então juntei os dois e me inspirei no papel da Sônia Braga" disse a analista de sistema Paula Palmes, de 32 anos.

Bacurau conquistou o Prêmio do Juri no Festival de Cannes de 2019, o de Melhor Filme no Festival de Munique, e Melhor Filme e Melhor Direção no Festival de Lima.

Veja teaser de "Bacurau"

UOL Entretenimento

Blocos de Rua