PUBLICIDADE
Topo

Witzel no Carnaval de 2020

Witzel no Carnaval de 2020 - Gabriel Saboia/UOL
Witzel no Carnaval de 2020 Imagem: Gabriel Saboia/UOL

23/02/2020 22h38

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), evitou comentar a crítica feita pela Acadêmicos de Vigário Geral ao presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), na ultima sexta-feira (21), durante desfile do Grupo de Acesso do Carnaval carioca.

A escola levou à Avenida um palhaço que vestia uma faixa presidencial. A alegoria também fazia o gestual com as mãos que lembrava o feito por Bolsonaro em agendas públicas.

"Toda crítica é bem vinda, desde que feita com respeito. Se foi merecida? Pergunte a quem fez", afirmou o governador ao chegar ao Sambódromo.

Questionado sobre os planos de concorrer à Presidência da República em 2022, Witzel voltou a desconversar. "Sou candidato a governar bem o Rio de Janeiro", afirmou.

Presença mais esperada no camarote do Governo do Estado neste ano, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), já confirmou presença no desfile do Grupo Especial.

Apesar de estar a cada dia mais próximo de Doria, Witzel desconversa sobre uma possível coligação política entre os dois desafetos de Bolsonaro. "O que existe é união. Os governadores têm um pacto federativo que visa uma reforma tributária para salvar os estados endividados", resume.

Rio de Janeiro