PUBLICIDADE
Topo

História do Baile do Copa tem red carpet de 50m e muito luxo

O Copacabana Palace é um dos hotéis mais luxuosos do mundo - Divulgação
O Copacabana Palace é um dos hotéis mais luxuosos do mundo Imagem: Divulgação

Rafael Godinho

Do UOL, no Rio

21/02/2020 04h00

Resumo da notícia

  • O Baile do Copa é um dos mais tradicionais e cobiçados do país
  • A festa realizada no luxuoso hotel carioca Copacabana Palace atrai personalidades do mundo inteiro
  • Responsáveis pela lista VIP, Liège Monteiro e Luiz Fernando Coutinho contam como selecionam os famosos
  • Para o casal de promoters "Vipão" é quem tem elegância e não faz baphão no baile
  • Camila Queiroz é a rainha do Baile do Copa 2020

Considerado um dos mais tradicionais do país, o Baile do Copacabana Palace coleciona histórias de Carnaval. O agito no luxuoso hotel carioca, que acontece neste sábado (22), é frequentado por famosos do mundo todo.

Desde a sua primeira edição, em 1924, diversas personalidades internacionais passaram pelo tapete vermelho de 50 metros. Brigitte Bardot, Orson Welles, Ginger Rogers, Mary Pickford, Joan Fontaine, Rhonda Fleming, Walter Pidgeon, Lana Turner, Ann Miller, Zsa Zsa Gabor, Kim Novak, Romy Schneider, Kirk Douglas e Rita Hayworth, príncipe Albert de Mônaco, Christian Louboutin, Monica Bellucci, Vincent Cassel, Gerard Butler e Ian Mckellen são alguns nomes.

Responsáveis pela lista do evento pelo 9º ano consecutivo, os promoters Liège Monteiro e Luiz Fernando Coutinho dizem por que o baile é tão cobiçado, na opinião deles.

"É o mais glamouroso e luxuoso do Rio. O impacto já começa logo na entrada da Av. Atlântica, com o movimento dos fãs e fotógrafos aglomerados no entorno do hotel para ver de perto os caprichados looks dos convidados famosos", argumenta Liège.

"No evento, é servido champanhe da melhor qualidade, whisky, vodka, gin, além de um menu excepcional, elaborado pelo chef executivo Nello Cassese e Luiz Guilherme Cirino, chef de banquetes do Copa. Raramente se vê essa fartura e requinte em outras festas", enaltece Luiz.

$escape.getH()uolbr_geraModulos('embed-foto','/2020/luiza-brunet-e-rodeada-por-folioes-durante-o-tradicional-baile-de-copacabana-palace-no-carnaval-carioca-13022010-1582241428856.vm'

Para ter acesso a todos esses privilégios, é preciso fazer um bom investimento. Os preços dos convites variam de R$ 2.100 a R$ 5.786 (2º lote), por pessoa, e pasmem, estão todos esgotados! A vendas foram um sucesso.

A decoração muda a cada ano de acordo com o tema escolhido. O desta edição será "Abra Suas Asas", que enaltece a liberdade e remete a uma festa de música, dança e alegria. "Nada mais atual do que falar de diversidade, uma das principais bandeiras da atualidade. Ao escolher este tema, procuramos incentivar a integração, o respeito e a igualdade. Aqui, todos podem ser o que quiserem", reflete a diretora-geral do hotel, Andréa Natal.

Camila Queiroz é a rainha do Baile do Copa 2020 - Reprodução/Instagram
Camila Queiroz é a rainha do Baile do Copa 2020
Imagem: Reprodução/Instagram
A rainha escolhida é a atriz Camila Queiroz. "Ela é linda e chique, ou seja, tem a cara do baile e do hotel", justifica Luiz. O reinado já foi de Ísis Valverde, Sabrina Sato, Marina Ruy Barbosa, Luiza Brunet, Luana Piovani, Guilhermina Guinle, Deborah Secco e Grazi Massafera.

Os participantes são obrigados a usar fantasia de luxo ou traje black tie - smoking para os homens e vestido longo de gala para as mulheres. Quem não estiver a caráter não entra.

"Já presenciei algumas pessoas serem barradas na porta por não respeitar o 'dress code'. Não é um bloco de Carnaval, é um baile de gala. As pessoas se arrumam e querem ver gente arrumada", reforça Liège.

Atualmente, além da alta sociedade, são convidadas pessoas que se destacam em diferentes áreas: artistas, modelos, estilistas, atletas e até influenciadores digitais.

"O critério de seleção é a elegância do convidado, o glamour. Se o Baile do Copa é o mais chique, não vamos convidar alguém que seja deselegante", define Luiz.

Liège Monteiro, o príncipe Albert de Mônaco e Luiz Fernando Coutinho - Arquivo Pessoal
Liège Monteiro, o príncipe Albert de Mônaco e Luiz Fernando Coutinho
Imagem: Arquivo Pessoal
O casal, que também está responsável em convidar para o Camarote Arpoador by Universal Music, revela que a maneira das celebridades manifestarem seu desejo de ir ao agito mudou ao longo dos anos.

"Antes, os pedidos vinham por telefone, por e-mail ou pessoalmente. Agora, somos abordados no privado do Instagram (risos)", explica Liège, que é firme ao listar as características de quem não entra de jeito nenhum na lista VIP.

"Ser vipão não é só ser famoso. É uma questão de atitude! É vipinho gente mal-educada, que bebe além da conta e dá vexame. Também é vipinho homem que dá em cima de mulher acompanhada. Esses estão cortados da lista", conclui.

Rio de Janeiro