PUBLICIDADE
Topo

Folião protesta contra água suja e coronavírus em bloco sertanejo no Rio

Michel Alecrim

Colaboração para o UOL, no Rio

15/02/2020 11h36

Sobrou para a Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro) durante o desfile do bloco sertanejo Chora, me Liga. Um folião fez protesto contra a má qualidade do abastecimento de água, que vem apresentando cor escura e gosto alterado.

O engenheiro Alexandre Xavier, 40 anos, levou um boneco de caveira com mortalha. No cartaz escreveu: "São as águas da Cedae fechando o verão, é promessa de merda com água e sabão".

Fábio Santos protesta contra o coronavírus no bloco Chora, me Liga - Michel Alecrim/UOL
Fábio Santos protesta contra o coronavírus no bloco Chora, me Liga
Imagem: Michel Alecrim/UOL
O surto de coronavírus também foi lembrado no bloco. O funcionário público Fábio Santos, 49, usou máscara cirúrgica. "O tema é sério, mas temos que chamar a atenção das autoridades para o problema", disse o folião.

O bloco se dirige para o fim do desfile no Castelo, sob sol forte. Além de sucessos da música sertaneja, teve até o funk "Tudo OK" para o povo requebrar. O público pulou com o sucesso baiano "Sou Praieiro". Mas a maior emoção rolou com o clássico "Evidências", da dupla Chitãozinho & Xororó.

Blocos de Rua