PUBLICIDADE
Topo

Rio de Janeiro

Bloco Desliga da Justiça estreia em novo local com sucesso nas fantasias

Thiago Camara

Colaboração para o UOL, no Rio

08/02/2020 11h10

Com um quê de novidade, o Desliga da Justiça começou seu décimo primeiro Carnaval ocupando a rua Jardim Botânico, na zona sul do Rio de Janeiro. Parecia um filme ou um quadrinho repleto de heróis e vilões. Mas eram foliões e os 120 batuqueiros que entraram no clima das fantasias elaboradas.

"Estamos num ano de muitas mudanças internas e principalmente de local. É um momento de renascimento, estamos reacendendo a chama do bloco, afirmou Leandro Monteiro, presidente do Desliga.

Por determinação da Prefeitura do Rio, o bloco saiu da Praça Santos Dumont, na Gávea, há 200 metros do novo local. Mas a mudança não impediu fãs fiéis como João Victor Machado, de 13 anos, que desde os 4 anos acompanha o bloco, junto com seus pais.

"Como amanhã vai ter o Oscar e o Coringa está concorrendo, vim em homenagem a ele", conta o menino que começou a frequentar o bloco por ser fãs dos super-heróis.

Essa brincadeira de ver e ser um vilão ou herói também atraiu a servidora pública Sheila Colatino. Moradora da Pavuna, cerca de 20 km de distância do Jardim Botânico, ela fez sua estreia como Mulher-Maravilha e levou o pequeno Arthur, de 5 anos, de Superman.

"Ele ama super-heróis e já tirou foto com vários. Estamos muito animados, tanto mãe quanto filho. É seguro, tranquilo e contagiante. Ano que vem estou aqui de novo", disse ela.

Rio de Janeiro