PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Vai-Vai conta sua própria história de 90 anos e extingue rainha de bateria

Tradicional escola do Bixiga, Vai-Vai tenta se reerguer após rebaixamento em 2019 - Reinaldo Canato/UOL
Tradicional escola do Bixiga, Vai-Vai tenta se reerguer após rebaixamento em 2019 Imagem: Reinaldo Canato/UOL

Thaís Sant'Anna

Colaboração para o UOL, em São Paulo

22/01/2020 04h00

Rebaixada pela primeira vez no Carnaval de São Paulo, a Vai-Vai tenta se reerguer com o tema sobre a sua própria história de 90 anos de existência, passando por seus 15 títulos conquistados - o último foi em 2015. O samba-enredo no Carnaval 2020 tem como título "Vai-Vai de Corpo e Álamo".

Depois de Camila Silva ter deixado o posto de rainha de bateria da agremiação após 11 anos - ela se tornou Rainha do Carnaval do Rio 2020 -, a Vai-Vai decidiu extinguir o posto. Haverá apenas Giuliana Silva, de 14 anos, como rainha mirim, e Veronica Bolani, de 28, como madrinha de bateria.

A Vai-Vai desfila pelo Grupo de Acesso, após ter sido rebaixada em 2019. A escola ficou em último lugar na classificação, com 268,8 pontos. Entre os quesitos em que a escola teve nota baixa, estavam Comissão de Frente e Fantasia.

De acordo com a programação do Carnaval de São Paulo, a Vai-Vai é a última escola a desfilar na madrugada de domingo para segunda. Ela entra no sambódromo do Anhembi às 4h de segunda-feira, dia 24 de fevereiro.

SAMBA-ENREDO

Vai-Vai de Corpo e Álamo

Compositores: Afonsinho BV, Ronaldinho, Koke, Damatta, Dani Almeida e KZ

LETRA

O meu Bixiga é encanto e magia
Show de melodias que pairam no ar
Vai-Vai traz no peito as suas estrelas
E vai te emocionar

Vai alvorecer
E no despertar de um novo dia
Vou eu, recriando a história
Um passado de glórias
Nesse chão de poesia
Vamos viajar pelos caminhos da folia
Chuva de confete e serpentina
'Damas meninas'
embalando a multidão
Transformando em passarela
A avenida São João

Busquei no Orum o azul mais bonito
Pra eternizar Noel
Nas voltas do mundo fui força e milagres
Girando em um carrossel

Num toque fiz brilhar
Valores que brindei
Nos braços da boemia
Divaguei com olhos de criança
Vi um facho de esperança
Nas viradas da alegria
Desperta, meu amor
Vem clarear os sonhos meus
Que um novo dia vai raiar
Pra espantar os medos seus
A música venceu
E além do tempo eu hei de ver
O Álamo do samba florescer.

São Paulo