PUBLICIDADE
Topo

Blocos de rua

Boneca gigante circulará em blocos de SP para "carnavalizar" a política

Boneca gigante defende democratização do espaço público e liberdade no Carnaval - Divulgação/Acadêmicos do Baixo Augusta
Boneca gigante defende democratização do espaço público e liberdade no Carnaval Imagem: Divulgação/Acadêmicos do Baixo Augusta

Mateus Araújo

Colaboração para o UOL

07/02/2018 12h42

Uma boneca gigante, com mais de dois metros de altura, vai desfilar nos principais blocos de rua de São Paulo, estampando na roupa a frase “Fervo também é luta”. A ação foi criada por Mônica Estela e equipe Lina Diorio, Claudia Silva, Elza  Keiko  e Luciana Fazan, que defendem a democratização do espaço público e a liberdade das agremiações carnavalescas. 

“A ideia é espalhar essa veia ativista que se estabeleceu no Carnaval e fazer o povo refletir sobre o ano que temos pela frente”, explica o presidente do Baixo Augusta, Alê Youssef. O bloco, no domingo passado, na rua da Consolação, foi o primeiro evento em que a “boneca militante” desfilou. “É uma carnavalização da política”, completa Youssef.

Junto à boneca gigante também estão mensagens contrárias ao conservadorismo, ao abuso sexual e à violência por parte da Polícia Militar – como o uso de bombas para dispersão do público, a exemplo do que aconteceu em janeiro na prévia do bloco Minhoqueens. Até presidente Michel Temer também é criticado, com a frase e trocadilho “Amar sem Temer”.

Além de Alê Youssef, organizam a ação nomes como a feminista Isa Penna.


Veja a agenda dos blocos em que a boneca gigante vai desfilar:
Sábado (10/2)
12h - Tarado ni Você
15h - Minhoqueens

Domingo (11/2)
12h - Domingo Ela não Vai

Segunda-feira (12/2)
11h - Forrozin

Terça-feira (13/2)
13h - Explode Coração

Sábado (17/2)
12h - Meu Santo É Pop

Domingo (18/2)
12h - Orquestra Voadora