PUBLICIDADE
Topo

Homem abriga 300 cães na própria casa para protegê-los de furacão

Homem abriga mais de 300 cães e outros animais para protegê-los do Furacão Delta - Reprodução/Tierra de Animales
Homem abriga mais de 300 cães e outros animais para protegê-los do Furacão Delta Imagem: Reprodução/Tierra de Animales

Colaboração para o UOL, em São Paulo

15/10/2020 15h38

Preocupado com a segurança de animais da Península de Yucatán, no México, mediante a aproximação do Furacão Delta, Ricardo Pimentel tomou a atitude de manterna própria casa, que se tornou um abrigo de animais, cerca de 300 cachorros, além de outros bichos.

Segundo a agência de notícias Associated Press (AP), Pimentel ainda acolheu no quarto de seu filho dezenas de gatos. Já no da filha pintinhos, coelhos e ouriço ficaram abrigados, enquanto um outro espaço virou refúgio para um rebanho de ovelhas.

Através das redes sociais do abrigo que fundou chamado "Terra dos Animais", Pimentel usou o alerta sobre o perigo do furacão para pedir doações de alimentos para os bichinhos. O criador também minimizou a sujeira e o odor que ficou na casa, onde o mais importante foi ter salvado centenas de animais da morte.

"As coisas que quebraram podem ser consertadas ou compradas de novo. Mas o que é bonito é vê-los felizes, saudáveis e seguros, sem feridas e com possibilidade de serem adotadas", disse Pimentel à AP.

O Furacão Delta atingiu a Península de Yucatán na madrugada do dia 7 de outubro. Apesar de não ter registro de mortes, diversas árvores foram derrubadas e cabos de energias foram rompidos no sudeste do México.